Tertecman

Ponte Rolante Pontes Rolantes Manutencao de Ponte Rolante



Ponte Rolante Pontes Rolantes Manutencao de Ponte Rolante



Ponte Rolante Pontes Rolantes Manutencao de Ponte Rolante



Ponte Rolante Pontes Rolantes Manutencao de Ponte Rolante



Notícias

RSS Feed - Notícias - Mantenha-se Informado


27/07 - 11 empresas abrem vagas de emprego e estágio; veja lista
Mondelēz International, Mercado Eletrônico, Mobi2buy, Getnet, LogComex, Quali, Neogrid, Neoway, Foursys, Strategy& e Digio são as empresas com seleções abertas. As empresas Mondelēz International, Mercado Eletrônico, Mobi2buy, Getnet, LogComex, Quali, Neogrid, Neoway, Foursys, Strategy& e Digio estão com vagas de emprego e estágio abertas. Veja mais vagas de emprego pelo país Mondelēz International A Mondelēz International abriu 30 vagas de estágio, com 80% das oportunidades do programa exclusivas para diversidade, distribuídas entre todos os quatro grupos de afinidade: gênero, LGBTQIA+, PCD e étnico-racial. O processo seletivo não conta com teste de inglês para estimular a inclusão de estudantes que ainda não tenham desenvolvido o idioma. É necessário que a previsão de formatura, em nível superior, incluindo EAD, seja a partir de dezembro de 2022. A bolsa-auxílio é a partir de R$ 1.350 e entre os benefícios estão plano de saúde médico e odontológico, seguro de vida, vale alimentação e vale transporte. As vagas estão abertas nas áreas de Marketing, Finanças, Jurídico, Pesquisa e Desenvolvimento, Supply Chain e Vendas, para candidatos de São Paulo e região metropolitana, Recife e região metropolitana, Curitiba e região metropolitana. As inscrições vão até 2 de agosto pelo site http://bettha.com/estagiomondelez2021. Mercado Eletrônico O Mercado Eletrônico está com vagas de emprego abertas para analista de monitoramento jr., analista de suporte técnico jr., customer success, desenvolvedor de automação pleno e desenvolvedor Java. Os colaboradores podem escolher entre os formatos de trabalho full home office ou híbrido (no pós-pandemia). Para se candidatar, basta enviar o currículo para o e-mail selecao@me.com.br. Mobi2buy A Mobi2buy abriu cerca de 30 vagas em regime home office para profissionais de tecnologia, Inteligência Artificial e Marketing, nos cargos de Cientista de Dados, Product Owner, Profissional de UX, Desenvolvedor Phyton, Desenvolvedor PHP, Analista de Marketing, Analista de Produto e Analista Digital. Para se candidatar, o profissional deve mandar seu currículo para o e-mail recrutamento@mobi2buy.com. Getnet A Getnet abriu inscrições para o programa de estágio 2021. As vagas são destinadas aos escritórios de São Paulo e Porto Alegre e atenderão às áreas de Tecnologia, Produtos, Riscos, Comercial, Finanças, Gente e Gestão, Operações e Comercial. Os candidatos devem cursar ensino superior com formação prevista entre dezembro de 2022 e dezembro de 2023. A bolsa auxílio é compatível com o mercado e os benefícios são vale refeição, vale alimentação, vale transporte, assistência médica e odontológica, seguro de vida, acesso ao Gympass, day off no dia do aniversário, entre outros. Os interessados podem se cadastrar pelo site https://site.getnet.com.br/carreiras/programa-de-estagio-getnet/ até 23 de agosto. LogComex A LogComex está com 50 vagas abertas para o terceiro trimestre deste ano (julho a setembro) e deverá abrir até 70 novas vagas entre outubro e dezembro. As oportunidades são para contratações CLT e contam com possibilidades de trabalho remoto (home office) ou híbrido. As vagas são para Engenheiro/a de Software Full Stack; Analista de Inteligência de Mercado; Arquiteto de Software; Especialista de Segurança da Informação; Engenheiro de Dados e Analista de Business Intelligence. Para outras áreas fora do escopo de tecnologia, a startup está buscando Business Partner, Coordenador de Departamento Pessoal, Analista de Recrutamento e Seleção, entre outros. As vagas oferecem benefícios como vale-refeição, plano de saúde e odontológico, assinatura Gympass e aulas de inglês custeadas pela empresa compatíveis com cada nível de conhecimento. Para se candidatar, os interessados devem acessar www.logcomex.com/carreiras. Quali A Quali abriu 275 vagas para atuação no setor de Relacionamento com o Cliente em São Paulo. Os cargos disponíveis são para consultor, coordenador e agente de relacionamento. Para se inscrever, acesse: https://jobs.kenoby.com/qualicorp Neogrid A Neogrid está com mais de 30 vagas abertas para áreas como desenvolvimento (back end, front end, java, big data), análise de dados, design (UX / UI), comercial, customer success (CS), gente & gestão, jurídico, marketing, administrativo e financeiro. Desde o início da pandemia, a empresa adota o modelo híbrido, que permite trabalho remoto ou presencial, além do home office fixo, opção para os que residem onde não há sede da Neogrid. Inscrições pelo link https://jobs.kenoby.com/neogridcarreiras Neoway A Neoway está com mais de 20 vagas abertas para desenvolvedores de sistemas, cientistas de dados, representantes comerciais, engenheiros, analistas de business intelligence (BI), marketing, costumer success (CS) e designer de produtos (UX / UI). A empresa permite o trabalho remoto independente da região ou país em que o candidato reside. Inscrições pelo link https://jobs.kenoby.com/neoway/ Foursys A Foursys está com 400 vagas abertas. Os postos de trabalho são, em sua maioria, destinados a desenvolvedores e programadores para tecnologias como Java, iOS e Android, além de áreas voltadas a negócios, marketing e cargos administrativos e financeiros. As vagas estão abertas a profissionais de todo o Brasil, uma vez que toda a empresa tem trabalhado em modelo 100% remoto desde o início da pandemia. Inscrições pelo site https://www.foursys.com.br/ Strategy& A Strategy&, braço de consultoria estratégica global da PwC, está com inscrições abertas para o programa Estagiários & Associates 2021. O projeto é voltado para profissionais que concluíram a universidade a partir de dezembro de 2019 ou estudantes com conclusão de curso prevista até dezembro de 2022. Outros pré-requisitos são inglês avançado, disponibilidade para trabalhar em São Paulo durante 6 horas por dia/30 horas semanais (estagiários) ou 8 horas por dia/40 horas semanais (associates). Se estrangeiro, é necessário ter visto para trabalhar no Brasil. As inscrições podem ser feitas até o dia 15 de agosto pelo site https://vagas.ciadetalentos.com.br/hotsite/strategy& . Digio O Digio está recrutando profissionais de diversas áreas como operações, tecnologia, cloud security, UX e UI. No total, são 33 vagas em posições de analista, especialista e coordenação. Entre os benefícios estão assistência médica e odontológica com ortodontia, seguro de vida, auxílio creche, vale-alimentação, vale-refeição, cesta de Natal, previdência privada, licença paternidade estendida e Programa de Participação nos Resultados. Os interessados devem realizar as inscrições pelo link www.digio.com.br/trabalhe-conosco/. Veja as oportunidades: Analista de CRM Sênior (Salesforce) Analista de CX e Back Office SR (Intercâmbio) Analista de Inovação Senior Analista de Operações em Chargeback Analista de Operações Pleno Analista de Privacidade e Proteção de dados Pleno Analista de Privacidade e Proteção de dados Senior Analista de Segurança da Informação JR Analista de Segurança da Informação Jr - Governança de SI Analista de Segurança da Informação SR Analista de Segurança Produto Jr ( Prevenção a Fraudes) Analista Pleno de Gestão de Serviço Analytics Engineer Arquiteto(a) de Soluções Digitais Arquiteto(a) de Soluções Digitais Cloud Security Engineer Pleno Cloud Security Engineer Sênior Coordenador gestão de Serviços Data Analyst Desenvolvedor(a) Android Sênior Desenvolvedor Backend Sênior (Java) Desenvolvedor Full Stack Senior Especialista de Desenvolvimento (Back End) Especialista de desenvolvimento móvel Especialista de Infraestrutura e Cloud Services Especialista de Sistemas Open Banking Especialista em Gestão de Serviços - Incident Manager Especialista em Service Delivery Manager Especialista em Sistemas de Crédito Especialista em Sustentação - Matera Tech Lead - Backend UI Designer Sênior Ux Designer Senior
Veja Mais

27/07 - Emprego: confira 445 vagas ofertadas através da Agência do Trabalho em 19 municípios nesta terça-feira
Entre os cargos com oportunidades disponíveis, estão operador de caixa, auxiliar administrativo, pediatra e garçom. Salários informados vão até R$ 3 mil. Oportunidades desta terça-feira (27) foram disponibilizadas em 19 municípios de Pernambuco Prefeitura de Aparecida de Goiânia/Divulgação O sistema público da Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco (Seteq) oferece 445 vagas de emprego em 19 municípios do estado, nesta terça-feira (27). Os interessados devem se candidatar através das unidades das Agências do Trabalho. Vigilante, auxiliar administrativo, recepcionista de hotel, jardineiro, pediatra, cozinheiro, soldador, auxiliar financeiro e costureiro estão entre os postos de trabalho ofertados nas cidades (confira lista completa mais abaixo). As vagas foram disponibilizadas no Recife (77) e em Araripina (14), Arcoverde (4), Bezerros (1), Cabo de Santo Agostinho (53), Caruaru (23), Garanhuns (3), Goiana (50), Igarassu (16), Ipojuca (50), Nazaré da Mata (3), Palmares (62), Paudalho (2), Paulista (2), Pesqueira (38), Petrolina (13), Salgueiro (3), Santa Cruz do Capibaribe (21), Serra Talhada (9) e Vitória de Santo Antão (1). Os interessados devem realizar agendamento para as unidades da Agência do Trabalho através do site da Seteq. Vagas de emprego Vagas para pessoas com deficiência Vagas temporárias Carteira digital Atualmente, o trabalhador pode usar a versão digital da carteira de trabalho (veja vídeo abaixo): Veja como ter acesso à carteira de trabalho digital Vídeos de PE mais vistos nos últimos 7 dias
Veja Mais

27/07 - Veja as vagas de emprego oferecidas em Petrolina, Araripina e Salgueiro nesta terça-feira
Os interessados nas oportunidades podem entrar em contato com a Seteq através da internet. Carteira de trabalho Divulgação/Prefeitura de Aparecida de Goiânia Foram divulgadas as vagas de emprego disponíveis nesta terça-feira (27) em Petrolina, Araripina e Salgueiro, no Sertão de Pernambuco. As oportunidades são disponibilizadas pela Agência do Trabalho de Pernambuco e atualizadas no G1 Petrolina. Os interessados nas oportunidades podem entrar em contato com a Seteq através da internet. O atendimento na Agência do Trabalho ocorre apenas com agendamento prévio, feito tanto pelo site da secretaria, quanto pelo Portal Cidadão. Petrolina Contato: (87) 3866 - 6540 Vagas disponíveis Salgueiro Contato: (87) 3871-8467 Vagas disponíveis Araripina Contato: (87) 3873 - 8381 Vagas disponíveis Vídeos: mais assistidos do Sertão de PE
Veja Mais

27/07 - MST inicia captação de R$ 17,5 milhões no mercado financeiro para produção da agricultura familiar
A partir dessa terça-feira (27), investidores vão poder reservar títulos de renda fixa que irão financiar o cultivo de alimentos de sete cooperativas. Esta é a 1ª oferta pública do movimento social, que fez a sua estreia no mercado de capitais ainda em 2020, com uma oferta restrita, só para grandes investidores. Colheita do arroz orgânico do MST Tiago Giannichini / MST A partir dessa terça-feira (27), pequenos e grandes investidores vão poder financiar a produção de alimentos orgânicos e da agricultura familiar de sete cooperativas do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). É a primeira vez que o MST faz uma oferta pública no mercado de capitais, aberta a qualquer tipo de investidor. Mas não é a sua estreia no mercado financeiro. Em maio de 2020, o grupo fez uma oferta restrita, ou seja, voltada apenas para investidores qualificados, que possuem patrimônio investido igual ou acima de R$ 1 milhão. Na ocasião, o movimento emitiu um Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA) no valor de R$ 1,5 milhão para uma de suas cooperativas (saiba mais no final da reportagem). O CRA é uma modalidade de títulos de renda fixa que financia a produção no campo. Dessa vez, o MST emitirá esse mesmo tipo de papel, mas no valor de R$ 17,5 milhões, para financiar produção de alimentos como arroz, feijão, milho, laticínios, entre outros. DE ONDE VEM: MST tem a maior produção de arroz orgânico da América Latina Veja dicas de Educação Financeira Qualquer pessoa poderá comprar os títulos a partir de R$ 100. O investimento tem uma remuneração pré-fixada de 5,5% ao ano, que será paga com o lucro da produção das sete cooperativas do MST (saiba mais sobre elas abaixo). O CRA do MST tem um prazo de 5 anos, o que significa que é só depois desse período que o investidor terá o resgate do dinheiro aplicado. Além disso, tem isenção de Imposto de Renda. Os interessados devem reservar os títulos a partir desta terça na Terra Investimentos, única corretora em que eles estarão disponíveis. A securitizadora responsável pela emissão dos papeis é a Gaia Agro. Neste primeiro momento, que vai de 27 de julho até 12 de agosto, ocorrerá somente a reserva dos títulos. E a efetivação da compra será no dia 18 de agosto, seguindo um cronograma normal das ofertas públicas. Depois dessas etapas, será possível saber o valor que as sete cooperativas conseguiram levantar. O MST não pode falar com o G1 porque está em período de silêncio, o que é regra durante qualquer operação do tipo. O movimento só poderá se manifestar após a conclusão do processo. As informações dessa reportagem foram retiradas do prospecto preliminar da oferta pública. Conheça a seguir as sete cooperativas: Cooperativa de Comercialização e Reforma Agrária Avante (Coana) Estado: Paraná Famílias: 231 ativas e cerca de 1 mil envolvidas nas brigadas em assentamentos na região Produtos: leite, queijos, manteiga, requeijão, arroz, feijão, entre outros. Cooperativa de Produção, Industrialização e Comercialização Agropecuária dos Assentados e Agricultores Familiares da Região Nordeste do Estado de São Paulo (Coapar) Estado: São Paulo Famílias: 455 Produtos: leite, achocolatados, queijos, iogurtes, requeijão, hortifruti, feijão carioquinha, entre outros. Cooperativa Agroindustrial Ceres (Coopaceres) Estado: Mato Grosso do Sul Famílias: 39 Produtos: sementes não transgênicas de soja, milho, arroz, entre outras. Todas são certificadas pelo Ministério da Agricultura e Fundação Prosementes. Cooperativa Regional de Comercialização do Extremo Oeste (Cooperoeste) Estado: Santa Catarina Famílias: 1.700 Produtos: laticínios Cooperativa dos Trabalhadores Assentados da Região de Porto Alegre Ltda (Cootap) Estado: Rio Grande do Sul Famílias: 609 Produtos: arroz, sucos, geleias, entre outros. Cooperativa Agroindustrial de Produção e Comercialização Conquista (Copacon) Estado: Paraná Famílias: 350 Produtos: laticínios, arroz, feijão, milho, soja, hortaliças, frutas, sucos, geleias, entre outros Cooperativa de Produção Agropecuária Vitória (Copavi) Estado: Paraná Famílias: 138 Produtos: açúcar mascavo, cachaça, melado de cana, entre outros. Movimentos sociais no mercado financeiro A entrada do MST no mercado financeiro foi idealizada pelo economista e CEO da Insight Trading Consultoria, Eduardo Moreira. Ele foi um dos fundadores do banco Brasil Plural e ex-sócio do Banco Pactual (hoje BTG Pactual). Sua trajetória tem algumas curiosidades, como ter sido condecorado em 2012 pela rainha da Elisabeth II por seu esforço em eliminar a violência no treinamento de cavalos. "No ano passado, o MST estava buscando financiamento em bancos para poder concluir a construção de uma agroindústria de arroz orgânico e carne suína. Eles me pediram orientação de qual banco ir, mas eu sugeri que eu e meus amigos financiássemos a operação", conta Moreira. "Era uma forma de colocar dinheiro em algo que eu acredito", ressalta. Foi então estruturado um CRA que captou R$ 1,5 milhão para a Cooperativa de Produção Agropecuária Nova Santa Rita (Coopan), no Rio Grande do Sul. A associação tem 29 famílias fundadoras e 80 associados que produzem, além de arroz orgânico e carne de porco, leite e pães para consumo interno. Padaria interna da Cooperativa de Produção Agropecuária Nova Santa Rita (Coopan) Divulgação A partir dessa operação, surgiu a ideia de expandir iniciativas semelhantes, o que deu origem, ainda em 2020, ao Programa de Financiamento Popular da Agricultura Familiar para Produção de Alimentos Saudáveis, o Finapop. O movimento tem o objetivo de impulsionar captações de recursos para a produção da agricultura familiar e orgânica e está, inclusive, apoiando a oferta pública que se inicia nesta terça. "Não é um fundo e nem um banco. É um movimento", destaca Moreira, explicando que, por meio dessa rede, é possível encontrar informações sobre iniciativas que estejam precisando de financiamento. "Já temos 8 mil pessoas inscritas no site", diz. Em meados de 2020, o Finapop planejava estruturar um outro CRA para financiar a produção de mel, café, pimenta, mandioca e soja de cinco cooperativas do MST. Mas as organizações conseguiram fechar contratos diretos com investidores. Moreira comenta que não há nenhuma contradição nessas operações. "O sistema financeiro não é algo do capitalismo, qualquer país tem um. Em Cuba, tem banco, na China, na Venezuela, na Coreia do Norte, nos EUA, Alemanha. O que é diferente entre os países é a forma como o sistema financeiro se estrutura e como as pessoas podem acessá-lo", diz. "Em tese, o sistema financeiro deveria fazer com que os recursos que estão em excesso pudessem chegar a mais mãos, daqueles precisam de recursos para exercer as suas atividades", conclui. VÍDEOS: mais sobre o agronegócio
Veja Mais

27/07 - Concurso do Banco do Brasil: dicas de conteúdos que devem cair nas provas
Certame oferece mais de 4 mil vagas em todo o país, com exigência de nível médio. Inscrições vão até a quarta-feira (28) somente pela web. Provas acontecem em setembro Divulgação Com inscrições abertas até a quarta-feira (26), o concurso público do Banco do Brasil oferta mais de 4 mil vagas em todo o país para cargos de nível médio: 28 delas no Amapá (16 oportunidades para contratação direta e 12 de cadastro-reserva). Por exigir nível médio de escolaridade, o concurso deve ter concorrência acirrada em meio ao desemprego recorde. Para o Amapá, as vagas são todas para o mesmo cargo: Escriturário - Agente Comercial, com salário inicial de R$ 3.022,37. Confira o edital do concurso público do Banco do Brasil A prova objetiva será de múltipla escolha com 70 questões, divididas entre disciplinas de conhecimentos básicos (25) e específicos (45). Entre os conteúdos básicos, estão questões de matemática, língua portuguesa a atualidades do mercado financeiro. Já nos específicos, as questões envolvem matemática financeira, conhecimentos bancários, informática e vendas e negociação. Antes de tudo, especialistas orientam a dedicação ao conteúdo, até mesmo para quem está começando do zero. Professores do Clube do Concurso, de Macapá, apresentam os principais temas que devem cair nas provas em 3 áreas: Conhecimentos bancários Concurso do BB: dicas para conhecimentos bancários Língua portuguesa Concurso do BB: dicas para língua portuguesa Informática Concurso do BB: dicas para informática Concurso do BB As inscrições custam R$ 38 e podem ser feitas no site da organizadora do certame, a Fundação Cesgranrio. São 16 vagas diretas e 12 de cadastro-reserva para atuação na capital e interior do estado. No Amapá, as provas vão ocorrer em Macapá, Oiapoque e Porto Grande. Do total, 5% das vagas são reservados para pessoas com deficiência e 20% para candidatos que se autodeclararem pretos ou pardos. Para participar da seleção, é preciso ter certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio, e idade mínima de 18 anos completos, até a data da contratação. Para todo o país, são mais de 4 mil vagas A remuneração inicial é para jornada de 30 horas semanais. O banco oferece ainda ajuda alimentação/refeição de R$ 831,16 por mês e, cumulativamente, concede cesta alimentação no valor mensal de R$ 654,87. Há possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional; participação nos lucros ou resultados; vale-transporte; auxílio-creche; auxílio a filho com deficiência e previdência complementar. Os funcionários do BB possuem ainda acesso Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:
Veja Mais

27/07 - Auxílio Emergencial 2021: Caixa libera 4ª parcela a beneficiários do Bolsa Família com NIS final 7 e a nascidos em setembro; veja calendários
O pagamento da quarta parcela do auxílio foi antecipado e começou no último dia 17 aos beneficiários que não fazem parte do Bolsa Família. A Caixa Econômica Federal (Caixa) libera nesta terça-feira (27) a quarta parcela do Auxílio Emergencial aos beneficiários do Bolsa Família com NIS encerrado em 7 e aos beneficiários que não fazem parte do Bolsa Família nascidos em junho. O pagamento da terceira parcela do auxílio terminou em 30 de junho para todos os públicos. Já os pagamentos da quarta parcela do benefício foram antecipados e começaram no último dia 17 para quem não faz parte do Bolsa Família (veja nos calendários mais abaixo). O calendário de pagamentos das próximas parcelas ainda não foi definido. Terei direito? Quanto vou receber? Veja perguntas e respostas Veja o calendário completo Veja como saber se você vai receber Saiba como contestar se você teve o beneficio negado Beneficiário precisa estar com o CPF regular; saiba como fazer SAIBA TUDO SOBRE O AUXÍLIO EMERGENCIAL Para os trabalhadores que fazem parte do Bolsa Família, os pagamentos são feitos da mesma forma que o benefício original. Para os demais, os recursos serão depositados em poupança social digital da Caixa, e estarão disponíveis inicialmente para pagamento de contas e compras por meio do cartão virtual. Saques e transferências para quem receber o crédito nesta terça serão liberados no dia 13 de agosto. Auxílio emergencial 2021: entenda as regras da nova rodada VEJA QUEM RECEBE A PARTIR DESTA TERÇA: beneficiários do Bolsa Família com NIS encerrado em 7 trabalhadores que não fazem parte do Bolsa Família, nascidos em setembro Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial, pelo site auxilio.caixa.gov.br ou pelo https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/ Calendários de pagamento Veja abaixo os calendários de pagamento. BENEFICIÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA Auxílio Emergencial 2021 Bolsa Família Economia G1 BENEFICIÁRIOS FORA DO BOLSA FAMÍLIA Governo antecipa calendário do pagamento da 4ª parcela do Auxílio Emergencial Economia G1 VÍDEOS: as últimas notícias sobre o Auxílio Emergencial
Veja Mais

27/07 - Petrobras mantém foco em venda de ativos e desalavancagem, diz CEO a analistas
Joaquim Silva e Luna prometeu esforços para reduzir dívida bruta para abaixo de US$ 60 bilhões. Sede da Petrobras, localizada na Avenida Chile, no Centro do Rio de Janeiro. André Motta de Souza / Agência Petrobras A Petrobras permanece focada em venda de ativos e desalavancagem, em busca de cumprir cronograma acertado com o Cade, disse nesta segunda-feira(26) o presidente da estatal, Joaquim Silva e Luna, a analistas de mercado, conforme relatório do Goldman Sachs. Durante a reunião, segundo o banco, Luna reiterou seu compromisso de reduzir a dívida bruta para abaixo de US$ 60 bilhões, sem mencionar prazos, o que desencadearia o pagamento de dividendos significativamente acima dos períodos recentes. Em maio, executivos da empresa haviam mantido a meta de reduzir a dívida bruta da companhia para US$ 67 bilhões em 2021 e US$ 60 bilhões em 2022. Durante a reunião, Luna disse aos analistas que cada refinaria à venda estava em uma fase diferente do processo para o desinvestimento, segundo o Goldman. "Do ponto de vista de estimativa de valoração, a empresa apontou uma divergência entre a empresa e os participantes do mercado em alguns casos, já que a Petrobras vê as refinarias à venda de forma integrada com o restante de suas operações, enquanto um potencial comprador vê a refinaria como um ativo autossuficiente", disse o relatório do banco, sem dar detalhes. Luna também reafirmou que os preços dos combustíveis vendidos pela companhia permanecem seguindo valores internacionais e que a empresa está evitando passar volatilidade de curto prazo ao mercado interno, segundo o Goldman. A companhia também está trabalhando no novo plano de negócios estratégico para o período 2022-2026. Segundo Luna, não são esperadas mudanças significativas no caminho que a empresa tomou nos últimos anos, considerando processo de desalavancagem, gestão de portfólio, vendas de ativos, dentre outros, disse o banco.
Veja Mais

26/07 - Lucros trimestrais da Tesla alcançam o recorde de US$ 1,1 bilhão
No mesmo período do ano passado, os ganhos da empresa liderada por Elon Musk foram de US$ 104 milhões. Elon Musk na apresentação do Roadster 2 em novembro de 2017 Tesla/Handout via REUTERS A Tesla anunciou nesta segunda-feira (26) seus primeiros lucros trimestrais superiores a US$ 1 bilhão e reiterou os planos de produção para 2021 apesar das interrupções na cadeia de abastecimento. Os lucros subiram a US$ 1,1 bilhão no segundo trimestre, concluído em 30 de junho. No mesmo período do ano passado, os ganhos da empresa liderada por Elon Musk foram de US$ 104 milhões. VÍDEO: O que a viagem de Bezos ao espaço e um arremesso de basquete têm em comum A receita quase duplicou para 12 bilhões de dólares na comparação anual e no trimestre a empresa entregou 200.000 carros, outra cifra recorde. A Tesla reiterou seu prognóstico para este ano: "esperamos alcançar uma média de crescimento anual de 50% na entrega de veículos. Em alguns anos, cresceremos mais, o que esperamos para 2021", informou a empresa especializada em veículos elétricos. Escassez de chips afeta a Tesla A linguagem da nota é quase idêntica à do trimestre anterior, embora a Tesla agora tenha feito alusão a problemas na cadeia de abastecimento. Estes problemas incluem a escassez mundial de semicondutores, que forçou General Motors, Ford e outras fabricantes a reduzir sua produção. "Com a demanda mundial de veículos em nível recorde, o fornecimento de componentes continuará tendo forte influência na taxa de crescimento de entregas para o restante do ano", informou a Tesla. A empresa disse que está progredindo em fábricas na Alemanha e no estado do Texas, que estão prestes a produzir os veículos Model Y até o fim do ano. A produção na China "continua forte", apesar de uma cadeia de abastecimento "menor", acrescentou a Tesla. Os ganhos tiveram uma leve perda de US$ 23 milhões devido à perda do valor de ativos em bitcoins. Após o informe, as ações da Tesla subiram 1,4% nas operações eletrônicas posteriores ao fechamento de Wall Street. Saiba como proteger seu celular de golpes no WhatsApp Golpes no Whatsapp: saiba como se proteger
Veja Mais

26/07 - Magazine Luiza compra plataforma de entregas ultrarrápidas Sode
Plataforma tem operações em oito Estados e possui mais de mil entregadores ativos. Magazine Luiza: centro de distribuição Divulgação/Magazine Luiza O Magazine Luiza anunciou nesta segunda-feira (26) que concluiu a compra da plataforma de entregas por meio de motocicletas Sode. Criada em 2015, a Sode tem operações em oito Estados e possui mais de mil entregadores ativos. A plataforma já prestava serviços para o Magazine Luiza, fazendo entregas em até uma hora a partir de lojas da varejista. Magazine Luiza fecha acordo para comprar KaBuM! Após compra do Kabum, Magazine Luiza ganha R$ 16,5 bilhões em valor de mercado Segundo a companhia, a taxa de conversão é 62% maior para os pedidos entregues em até uma hora, quando comparada com o prazo de 48 horas. "Com a aquisição, o Magalu irá acelerar a expansão da entrega ultrarrápida para a maioria de suas lojas", afirmou a varejista em comunicado. Em breve a Sode fará entregas também para os vendededores do marketplace do Magazine Luiza e para restaurantes da aplicativo de entrega de refeições AiQFome.
Veja Mais

26/07 - Veja dicas para a adaptação ao modelo híbrido de trabalho
Veja Mais

26/07 - Chefe do WhatsApp diz que software de espionagem Pegasus usou brecha no app para atacar autoridades
Em entrevista ao jornal britânico 'Guardian', Will Cathcart disse que pessoas em posições importantes de governos estavam entre as 1.400 usuários do aplicativo de mensagens que foram alvos do malware do NSO Group e pediu criação de um órgão responsabilização internacional. Will Cathcart, chefe do WhatsApp, disse em entrevista ao jornal britânico "Guardian" no último sábado (24) que autoridades de governos aliados dos Estados Unidos estavam entre as 1.400 pessoas que foram alvo do software de espionagem Pegasus, criado pela empresa israelense NSO Group. O vírus utilizou uma vulnerabilidade no recebimento de chamadas do aplicativo entre abril e maio de 2019 – a falha em questão foi corrigida no mesmo ano. A vítima não precisaria sequer atender a ligação para que o ataque fosse concluído, de acordo com apresentações feitas por representantes da empresa israelense obtidas pelo jornal "Financial Times" em 2019. SAIBA MAIS: Macron, da França, outros dois presidentes e três primeiros-ministros podem ter sido espionados Jornalistas, políticos e ativistas são alvos de espionagem de programa que invade celulares A revelação foi feita após reportagens indicarem que jornalistas, grupos de ativistas e políticos de oposição de 50 países podem ter tido seus smartphones invadidos por um programa espião. Software é vendido a governos O NSO Group afirma que o Pegasus é vendido apenas para agências governamentais que são aprovadas por Israel e que é usado somente para perseguir terroristas e grandes criminosos. Além disso, a empresa diz que não tem acesso aos dados de seus clientes. A Forbidden Stories, uma organização sem fins lucrativos de Paris, e da Anistia Internacional, conseguiram uma lista de 50 mil números que podem ter sido invadidos pelo vírus da empresa israelense NSO Group, que é vendido para governos. A presença de um telefone não significa que alguém foi alvo ou teve o celular invadido, de acordo com o consórcio de jornais que divulgou a história. Porém, o Laboratório de Segurança da Anistia Internacional examinou 67 smartphones que havia suspeita de ataques e identificou 23 ataques bem-sucedidos e 14 sinais de tentativas de ataque. Cathcart disse haver paralelos entre o ataque contra os usuários do WhatsApp em 2019 e as reportagens que indicam que inúmeras pessoas foram alvo do programa. Ele acredita que o número de 50 mil telefones não seja exagerado, já que 1.400 pessoas foram alvo de uma vulnerabilidade do WhatsApp em um período de duas semanas em 2019. "Isso nos mostra que durante um longo período de tempo, durante um período de vários anos, o número de pessoas sendo atacadas é muito alto", disse ele ao Guardian. VEJA TAMBÉM Yasmin Brunet afirma que perdeu R$ 7.900 em 'golpe do delivery'; saiba como se proteger Entregador viraliza ao filmar dados de cartão; veja como se prevenir Responsabilização de empresas Quando o WhatsApp diz que acredita que seus usuários foram "alvo", isso significa que a empresa tem provas de que um servidor NSO tentou instalar o malware no celular de um usuário. Ele também disse que governos deveriam criar um sistema de responsabilização para empresas que criam malwares. "O NSO Group alega que um grande número de governos está comprando seu software, ou seja, mesmo que seu uso seja mais controlado, esses governos estão financiando isso. Será que eles devem parar? Deveria haver uma discussão sobre quais governos estavam pagando por este software?", disse Cathcart. O Facebook, dono do WhatsApp, entrou na Justiça em 2019 contra o NSO Group alegando que seus termos de serviço foram violados. A empresa israelense afirmou na ocasião que não atua diretamente na aplicação de suas tecnologias e que somente os fornece aos seus clientes, que operam o produto. Isso foi contestado pelo Facebook, que diz ter evidências de que a criadora do software de espionagem também auxiliou em sua operação. Ao "Guardian", um porta-voz do NSO Group disse que a companhia "faz o melhor para ajudar a criar um mundo mais seguro". "O senhor Cathcart tem outras alternativas que permitem às autoridades policiais e agências de inteligência detectar e prevenir legalmente atos maliciosos de pedófilos, terroristas e criminosos usando plataformas de criptografia de ponta a ponta? Se sim, ficaríamos felizes em saber", completou. Saiba como proteger seu WhatsApp de golpes: Golpes no Whatsapp: saiba como se proteger Mais vídeos sobre segurança digital
Veja Mais

26/07 - A complexa relação dos japoneses com os robôs
Enquanto o Ocidente tende a ver essas máquinas inteligentes como uma ameaça, o Japão tem uma visão mais positiva e filosófica. O Japão está implantando robôs em lares de idosos, escritórios e escolas à medida que sua população envelhece e sua força de trabalho diminui. Getty Images via BBC Em um certo templo budista de 400 anos, os visitantes podem passear por jardins de pedra pacíficos, sentar-se para uma xícara de chá tranquila e receber ensinamentos budistas de um sacerdote incomum: um androide chamado Mindar. Ele tem um rosto sereno e de aparência neutra, nem velho nem jovem, nem masculino nem feminino. Além da pele realista que cobre a cabeça e a parte superior do tronco, ele parece inacabado e industrial, com tubos e maquinários expostos. Mas Mindar é bastante sofisticado quando aborda filosofia, discorrendo sobre um texto budista obscuro chamado Sutra do Coração. Um sacerdote robótico assim só pode existir mesmo em um lugar como o Japão, neste caso no belo Templo Kodai-ji em Kyoto. O Japão é conhecido há muito tempo como uma nação que fabrica e se relaciona com robôs humanoides com mais entusiasmo do que qualquer outra. Embora essa reputação seja frequentemente exagerada no exterior — casas e empresas japonesas não são densamente povoadas por androides, como notícias às vezes sugerem — há um fundo de verdade nessa imagem. Medalhas das Olimpíadas de Tóquio foram feitas com partes de celulares e computadores reciclados Conheça o Line, o ‘zap do Japão’ que foi criado por causa do terremoto seguido de tsunami O androide Mindar no templo Kodai-ji em Kyoto. Getty Images via BBC Objetos do dia-a-dia Alguns observadores da sociedade japonesa dizem que a religião nativa do país, o xintoísmo, explica sua predileção por robôs. O xintoísmo é uma forma de animismo que atribui espíritos, ou kami, não apenas aos humanos, mas também a animais, paisagens como montanhas e até objetos cotidianos como lápis. "Todas as coisas têm um pouco de alma", nas palavras de Bungen Oi, o sacerdote-chefe de um templo budista que realizava funerais para cães robóticos. De acordo com essa visão, não há distinção categórica entre humanos, animais e objetos, então não é tão estranho para um robô demonstrar comportamentos semelhantes aos humanos — ele está apenas mostrando seu tipo particular de kami. "Para os japoneses, sempre podemos ver uma divindade dentro de um objeto", diz Kohei Ogawa, designer-chefe de Mindar. Os robôs podem se tornar comuns na indústria de construção. Getty Images via BBC O animismo do Japão contrasta com as tradições filosóficas do Ocidente. Os gregos antigos eram animistas porque viam espíritos em lugares naturais como riachos, mas consideravam a alma e a mente humanas distintamente separadas e acima do resto da natureza. As religiões abraâmicas (religiões como cristianismo, islamismo e judaismo que têm em comum o personagem bíblico Abraão) colocam os humanos em um pedestal ainda mais alto, como a maior criação de Deus, os únicos corpos que possuem almas imortais. Os antigos israelitas foram advertidos contra a atribuição de valor espiritual aos objetos, para que não praticassem a adoração de ídolos, uma forma de heresia expressamente proibida pelos Dez Mandamentos. Algumas formas do Islã são especialmente avessas à idolatria e proíbem a criação de qualquer imagem de humanos ou animais. Não mexa com a natureza De acordo com a visão ocidental tradicional, uma máquina que age como uma pessoa está violando os limites naturais, confundindo perigosamente o sagrado e o profano. Essa advertência ética aparece com destaque em mitos modernos sobre tecnologia, como Frankenstein, que deriva muito de sua mensagem moral da Bíblia, diz Christopher Simons, professor de Cultura Comparada na Universidade Cristã Internacional de Tóquio. Robôs jogando uma partida de futebol. Getty Images via BBC "O dr. Frankenstein cria outra vida no monstro. É como humanos comendo da árvore do conhecimento no Éden. Esse é o pecado original; como resultado, somos punidos", diz ele. No trágico final da história, com o dr. Frankenstein e seu monstro mortos, a lição é clara, diz Simons: "Cuidado, seres humanos. Não assumam o papel de Deus". A peça teatral tcheca R.U.R., de 1920, que introduziu a palavra "robô", é repleta de temas religiosos: um personagem cria androides para provar que não há Deus, outro argumenta que os robôs devem ter alma e dois robôs que se apaixonam são batizados de "Adão e Eva". No final da história, os robôs matam todos os humanos, exceto um. Um impulsionador da indústria Alguns pesquisadores dizem que as raízes da visão positiva do Japão sobre a tecnologia e sobre os robôs em particular são principalmente socioeconômicas e históricas, em vez de religiosas e filosóficas. Nos anos após a Segunda Guerra Mundial, o Japão recorreu a novas tecnologias para reconstruir não apenas sua economia, mas também sua imagem nacional. Pepper é um robô semi-humanoide projetado para 'ler emoções' já em uso nos setores de serviços e varejo. Getty Images via BBC "Os robôs industriais desempenharam um papel importante no renascimento econômico do Japão durante os anos 1960", disse Martin Rathmann, um acadêmico japonês da Universidade de Siegen, na Alemanha. "Em vez de facilitar as rígidas políticas de imigração para ajudar com a escassez de mão de obra, eles introduziram a automação generalizada por meio da robótica." Após automatizar suas próprias linhas de fabricação, aumentando a eficiência e a produção, o Japão se tornou um grande exportador de robôs industriais para outros países. Jogos Olímpicos: as curiosidades da Tóquio 1964, a 1ª Olimpíada sediada pelo Japão Quando alguns engenheiros deram o salto de robôs funcionais e industriais para robôs humanoides que interagem com as pessoas, a história do Japão provavelmente influenciou a forma como eles são vistos. Em 1649, os governantes militares do Japão haviam proibido o uso de tecnologia para desenvolver novas armas, para evitar o surgimento de novos rivais, segundo pesquisa de Cosima Wagner, pesquisadora da Freie Universität, na Alemanha. Assim, os criadores se concentraram em projetos mais inócuos, como bonecos mecânicos que atuam em teatros de marionetes ou servem chá. O engenheiro de robôs Hiroshi Ishiguro criou um robô andróide infantil de 10 anos chamado Ibuki. Getty Images via BBC Quando o Japão finalmente se abriu para o contato estrangeiro, dois séculos depois, esses hábeis desenvolvedores de brinquedos trilharam o caminho da adaptação da tecnologia ocidental para usos mais práticos. Em 1875, por exemplo, o fabricante de bonecas Tanaka Hisashige fundou a Tanaka Seisakusho (Tanaka Engineering Works), a primeira empresa japonesa de engenharia mecânica. E, 64 anos depois, em uma grande fusão, a empresa tornou-se conhecida como Toshiba. 'Vale da estranheza' Embora os protorrobôs tenham saído de moda durante a rápida modernização do Japão no século 20, a ideia de seres mecânicos como diversões pode ter permanecido na consciência nacional. Quando Masahiro Mori, o famoso pensador da robótica que cunhou o termo "vale da estranheza", começou a fazer pesquisas sobre robôs na década de 1970, ele achou difícil ser levado a sério. A frase, que se refere ao desconforto que sentimos quando confrontados com entidades semelhantes a humanos, parecia em contradição com a relação do Japão com os robôs. Um robô Gundam gigante no distrito de Odaiba, em Tóquio. Getty Images via BBC "Naquela época, as pessoas não achavam que as universidades deveriam fazer pesquisas sobre robôs", disse ele em entrevista à revista IEEE Spectrum. "Eles achavam que era supérfluo trabalhar em um 'brinquedo'." O Japão foi forçado a se desmilitarizar durante a ocupação americana, e a nação oficialmente pacifista pouco se esforçou para usar robôs como armas. Esses fatores ajudaram a incutir uma visão geralmente positiva dos robôs no Japão do pós-guerra. A automação industrial proporcionou uma grande vantagem econômica e os robôs humanoides eram uma curiosidade inócua. O Ocidente, por sua vez, tendia a ter uma visão menos otimista. Os Estados Unidos, preocupados com a Guerra Fria, despejaram fundos em robótica para uso militar, o que gerou uma aura de violência sobre o campo. Trabalhadores do Ocidente há muito viam a automação como uma ameaça aos empregos, desde que os luditas destruíram a maquinaria têxtil na Inglaterra no final do século 18 e no início do século 19. Superestrela de mangá Um dos personagens japoneses mais influentes é Astro Boy, que foi introduzido nos quadrinhos de mangá em 1952. Getty Images via BBC Essas visões divergentes da tecnologia foram reveladas na cultura pop da segunda metade do século 20. Um dos personagens japoneses mais influentes dessa época foi Astro Boy, que foi introduzido nos quadrinhos de mangá em 1952 e passou a aparecer em livros, programas de TV, filmes e uma ampla gama de mercadorias como bonecos de ação e figurinhas. Astro Boy era um androide que usou seus poderes sobre-humanos para o bem e uniu o país em torno de uma mensagem positiva sobre tecnologia — mesmo que ele não tenha sido originalmente criado para isso. "De acordo com [o criador do Astro Boy Osamu] Tezuka, ele foi forçado a fazer um retrato muito otimista da tecnologia (...) por sua editora e leitores para dar esperança aos japoneses, que na década de 1950 ainda sofriam com a destruição de guerra e a consciência de sua inferioridade tecnológica em relação aos vencedores ocidentais da guerra ", escreve Wagner. "A mensagem de Tezuka de uma crítica ao comportamento humano não foi entendida; em vez disso, só o caráter amigável de um robô salvador foi idealizado como esperança para o futuro da sociedade japonesa." Um robô faz um "okonomiyaki", uma popular panqueca japonesa. Getty Images via BBC A mensagem deixou uma marca poderosa em uma geração de japoneses, especialmente aqueles que iriam fazer seus próprios androides. "A robótica japonesa é impulsionada pelo sonho do Astro Boy", de acordo com o engenheiro Yoji Umetani. "'Se não houvesse ficção robótica, não haveria robótica' é o credo de muitos dos principais pesquisadores e desenvolvedores de robótica no Japão. "Desde o colégio, eles sonhavam com Astro Boy e se tornaram roboticistas por causa dele." O Ocidente também contou algumas histórias positivas sobre robôs, mas as mais influentes são sobre as ameaças que eles representam para a humanidade. Em 2001: Uma Odisseia no Espaço, o sistema de computador inteligente Hal se torna desonesto e mata vários dos tripulantes da nave que ele controla. No conto Os androides sonham com ovelhas elétricas? e sua adaptação para o cinema, Blade Runner, androides convincentemente parecidos com humanos se rebelam contra sua escravidão até serem caçados e mortos. O medo do Ocidente de robôs foi cristalizado mais fortemente na série Terminator (O Exterminador do Futuro), na qual a rede de computadores de defesa SkyNet ganha autoconsciência, humanos tentam desligá-la e a SkyNet usa androides chamados Terminators para travar uma guerra com sucesso contra eles. O medo do Ocidente de robôs foi cristalizado de forma mais poderosa na série 'Terminator'. Getty Images via BBC Muitas obras de ficção científica ocidentais remetem às mesmas advertências morais de Frankenstein e R.U.R.: a loucura de criar vida artificial, o paradoxo da impossibilidade de as pessoas coexistirem com nossas criações mais sofisticadas. Enquanto isso, o Japão, menos preocupado com um levante, está ansioso para usar robôs para compensar uma escassez aguda de mão de obra e lidar com tarefas como cuidar da população idosa em rápido crescimento do país. Como nos anos do pós-guerra, o governo e as empresas estão promovendo a automação para ajudar a economia, contribuindo para o entusiasmo nacional pelos robôs. Mas embora Astro Boy tenha ajudado a criar o entusiasmo do Japão pela ideia de robôs, ele também pode ter contribuído para a ambiguidade do país em relação a eles. Rathmann diz que os japoneses têm "síndrome de Astro Boy": eles tendem a imaginar robôs humanoides inteligentes, flexíveis e poderosos, mas até agora a robótica da vida real ainda não atendeu às suas expectativas. Ele diz que, com base na tecnologia disponível agora, os engenheiros que trabalham em robôs para idosos devem se concentrar em fazer dispositivos simples que se integrem perfeitamente em lares, em vez de dispositivos chamativos que são impressionantes, mas caros e pouco práticos. Em última análise, até mesmo os japoneses podem preferir que suas necessidades humanas sejam atendidas por humanos reais. "Quando eu viajei para o Japão, descobri que os centros de saúde japoneses não estão lotados de dispositivos robóticos", diz a pesquisadora Marketta Niemela. "O toque humano é apreciado." Astro Boy deu ao Japão uma visão otimista de um futuro robótico. Os japoneses mantêm esse otimismo, mas os robôs pertencem, por enquanto, ao futuro. No YouTube, G1 conta como mangás inspiram atletas olímpicos Como é usar o Line, o 'zap' do Japão Line: brasileiras contam como é usar o 'zap' do Japão
Veja Mais

26/07 - Prefeitura de Santa Bárbara d'Oeste recebe cadastro para estagiários de 31 diferentes cursos
Inscrições devem ser realizadas até quarta-feira, gratuitamente, pela internet. Fachada do prédio da Prefeitura de Santa Bárbara d'Oeste Thainara Cabral/G1 A Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste (SP) segue com o cadastro de reserva aberto para vagas de estágio disponíveis para universitários de 31 diferentes cursos. As inscrições e preenchimento do questionário para análise curricular podem ser feitas no site do Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee) de forma on-line e gratuita até esta quarta-feira (28). Para participar do cadastro, os candidatos devem estar cursando: Administração de empresas; Análise de sistemas; Sistemas de informação; Ciência da computação; Informática; Arquitetura e urbanismo; Ciências biológicas; Ciências contábeis; Ciências econômicas; Ciências sociais; Comunicação social - marketing; Comunicação social - publicidade e propaganda; Design gráfico; Direito; Educação física - licenciatura; Engenharia agronômica; Engenharia ambiental; Engenharia da computação; Engenharia de segurança do trabalho; Farmácia; Gestão empresarial; História; Letras; Logística; Medicina veterinária; Nutrição; Pedagogia; Processos gerenciais; Psicologia; Recursos humanos; Serviço social. Em caso de dúvidas, a pessoa pode entrar em contato diretamente com o CIEE pelo e-mail eucandidatosp@ciee.ong.br. VÍDEOS: Veja reportagens sobre a região Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba
Veja Mais

26/07 - Pronampe liberou cerca de R$ 17 bilhões, equivalente a 68% do total previsto para o ano
A instituição que mais emprestou recursos foi o Banco do Brasil (R$ 6 bilhões), seguido por Caixa (R$ 4,2 bilhões) e Bradesco (R$ 2,4 bilhões); cerca de 223 mil empresas foram beneficiadas. Cerca de R$ 17 bilhões foram emprestados por meio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) até a última sexta-feira (23), para cerca de 223 mil empresas. Até o momento, as liberações, que começaram em 7 de julho, correspondem a 68% do total previsto para o programa neste ano, de R$ 25 bilhões. Novo Pronampe está disponível; veja as regras e como solicitar empréstimo Pronampe: entenda como funciona o programa que foi relançado de forma permanente A instituição que mais emprestou recursos foi o Banco do Brasil (R$ 6 bilhões), seguido por Caixa (R$ 4,2 bilhões) e Bradesco (R$ 2,4 bilhões). Também estão na lista: Sicoob (R$ 1,2 bilhão), Itaú (R$ 1,2 bilhão), Sicredi (R$ 1,2 bilhão), Santander (R$ 365 milhões), BDMG (R$ 109 milhões), Banrisul (R$ 80 milhões), Banco da Amazônia (R$ 50 milhões) e demais bancos (R$ 55 milhões). Banestes, AILOS, Banese e Agência de Financiamento de Goiás também estão operando a linha. Empreendedores reclamam de dificuldade para conseguir empréstimos do Pronampe Condições menos vantajosas Nesta nova versão, o Pronampe traz condições menos vantajosas do que as praticadas em 2020, quando os empréstimos somaram R$ 37 bilhões. Naquele momento, a garantia foi de 85% da carteira. Na nova rodada, a garantia é de 20%. Foram aportados R$ 5 bilhões no Fundo Garantidor de Operações (FGO), que podem viabilizar a liberação dos R$ 25 bilhões. A taxa de juros, que no ano passado era de 1,25% ao ano mais Selic, é, agora, de até 6% ao ano mais Selic.
Veja Mais

26/07 - Empresa de TI vítima de ciberataque nos EUA diz ter chave de desbloqueio de dados, mas que não pagou pelo resgate
Kaseya, que presta serviços de Tecnologia da Informação, afirmou ter chave que destrava arquivos criptografados por ransomware. Entrada do escritório da empresa Kaseya, sediada em Miami, nos Estados Unidos Kaseya via REUTERS A Kaseya, empresa de Tecnologia da Informação (TI) que foi alvo de um ciberataque no início de julho, informou nesta segunda-feira (26) que não pagou pelo resgate exigido pelos hackers. Apesar disso, a companhia obteve, em parceria com a empresa de cibersegurança Emsisoft, uma ferramenta capaz de destravar os arquivos embaralhados pelo vírus de computador. A Kaseya sofreu um ataque de ransomware, um tipo de vírus que impede o acesso às informações armazenadas em um dispositivo (leia mais abaixo). Os hackers exigiam US$ 70 milhões como valor de resgate para liberar os dados. A empresa presta serviços de informática para cerca de 40.000 empresas ao redor do mundo e indicou que aqueles que contrataram seus serviços foram as principais vítimas do ataque virtual, em um efeito cascata. O ataque atingiu empresas que usam o software VSA, exclusivo da Kaseya. O programa permite às companhias administrar redes de computadores e impressoras de um único ponto. Há duas semanas, a Kaseya informou que todos os clientes de seu serviço na nuvem voltaram a operar seus sistemas. Porém, aqueles que tiveram seus dados travados podem pedir a chave de decriptografia universal obtida em parceria com a Emsisoft. A Emsisoft não deu detalhes sobre a origem da ferramenta que libera os dados, nem como foi possível desenvolvê-la. O que é ransomware VÍDEO: Ransomware - entenda como vírus é usado em extorsões O ransomware é um tipo de vírus que impede o acesso às informações armazenadas em um dispositivo por meio da criptografia – um embaralhamento de dados, que exige uma chave para desbloquear os dados. Com isso, os cibercriminosos pretendem forçar a vítima a pagar para obter a tal chave e recuperarar o acesso ao sistema. Um dos casos que mais chamaram a atenção teve como alvo a JBS, maior processadora de carnes do mundo. Após o ataque forçar a interrupção de algumas de suas operações na Austrália, no Canadá e nos Estados Unidos, a empresa aceitou pagar US$ 11 milhões em resgate. LEIA MAIS: JBS diz que pagou US$ 11 milhões em resgate a ataque hacker em operações nos EUA Para chegarem a esse ponto, os cibercriminosos levaram anos para melhorarem suas técnicas e explorar brechas nos sistemas operacionais dos computadores. Nos casos mais antigos, a ação tinha alvos indiscriminados e os valores dos resgates costumavam ser relativamente baixos. Veja a reportagem do Fantástico sobre o caso Kaseya: Sequestro digital: veja como agem as quadrilhas de ‘ransomware’ Como ter mais segurança na internet 5 dicas de segurança para sua vida digital
Veja Mais

26/07 - JBS traz 30 navios de milho da Argentina em meio a quebra de safra no Brasil
As sacas de 60 kg foram negociadas com valores de R$ 15 a R$ 20 mais em conta em relação aos preços do mercado interno. Segundo frigoríficos, empresas estão negociando compra do grão dos EUA. Lavoura de milho em Mato Grosso Governo do estado de Mato Grosso A quebra na safra de milho do Brasil tem levado a indústria de carnes a recorrer ao cereal importado da Argentina para suprir sua demanda pelo insumo para ração e com isso a JBS, segunda maior empresa de alimentos no mundo, já adquiriu 30 navios do cereal no país vizinho, disse a companhia à Reuters. Globo Rural: Prejuízos das lavouras com a geada e mais notícias Veja como a crise hídrica está afetando a produção de alimentos As sacas de 60 kg foram negociadas com valores de R$ 15 a R$ 20 mais em conta que os do mercado interno - considerando as indústrias localizadas nas regiões Sul e Sudeste. "Do total de milho utilizado para alimentação de aves e suínos na produção da JBS/Seara no Brasil, a importação já representa 25% do consumo, com volumes superiores a um milhão de toneladas", afirmou em nota, sem detalhar as datas de chegada e os volumes exatos do cereal importado. Além disso, a empresa disse que "a excelente safra na Argentina" é o que tem dado oportunidade para importação com preços mais atrativos. Problemas na lavoura O plantio atrasado e em grande parte fora da janela ideal para a segunda safra de milho 2020/21 afetou o desenvolvimento das lavouras nos principais estados produtores do Brasil, que ainda atravessaram uma seca e, mais recentemente, geadas. Neste cenário, a JBS ressaltou que parte das adversidades também está sendo compensada "fortemente" pela redução das exportações do cereal. Atualmente, o Brasil vê uma onda de renegociações de contratos de exportação, com empresas direcionando o milho ao mercado interno, diante da valorização do produto, necessário para a indústria de carnes. Para a JBS, o país deixará de embarcar 15 milhões de toneladas do cereal neste ano e deverá importar pelo menos 4 milhões. "Com a boa oferta de milho da Argentina a preços mais competitivos, acreditamos que é questão de tempo para que o mercado doméstico equalize os seus preços com o mercado de importação", disse a empresa. "Continuaremos buscando as melhores alternativas de mercado para assegurar a competitividade da companhia", acrescentou no comunicado o diretor de commodities da Seara, Arene Trevisan. Mais compradores A Aurora Alimentos disse em nota que planeja importar milho da Argentina e dos Estados Unidos ainda este ano em face da escassez desse grão no mercado interno e dos elevadíssimos preços de comercialização. Governo autoriza importação de mais uma variedade de milho transgênico dos EUA O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin, afirmou que as companhias do setor estão intensificando as compras do milho argentino e no Nordeste negociam para trazer o cereal norte-americano. "Daqui para frente, deve ser cada vez mais presente a importação de milho da Argentina", disse ele, sem relevar quais são as empresas compradoras. Em junho, começaram a desembarcar no Brasil as primeiras cargas do cereal argentino compradas neste ano, que somaram cerca de 95 mil toneladas, de acordo com dados do Ministério da Agricultura brasileiro. Conforme o ministério, o Brasil importou ao todo no primeiro semestre 937 mil toneladas de milho, o dobro do verificado no mesmo período do ano passado. O maior volume veio do Paraguai (841 mil toneladas), em carregamentos que chegam em geral por rodovias. A importação é uma das alternativas do Brasil, tradicionalmente um dos maiores exportadores globais, para lidar com uma redução na produção de milho que já chega a 9% ante a safra passada, para 93,4 milhões de toneladas, segundo números da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgados neste mês. Ao final de junho, geadas atingiram importantes áreas produtoras, como Paraná e Mato Grosso do Sul, derrubando mais a produção, o que pode ajudar a explicar as novas compras externas. As cotações, que chegaram a cair com a entrada da segunda safra, passaram a subir no Brasil, descolando do mercado de Chicago em julho. Na última sexta-feira, o indicador do milho Esalq/B3 atingiu 99,99 reais por saca, alta de 11,63% na variação mensal e o dobro ante os 48,83 reais por saca vistos um ano antes. VÍDEOS: mais sobre agronegócios
Veja Mais

26/07 - Gigantes da tecnologia miram grupos supremacistas brancos e milícias em banco de dados antiterrorismo
Empresas esperam utilizar as informações para reprimir divulgação de conteúdos extremistas. Ícones de WhatsApp, Twitter, Facebook, Instagram e YouTube Alessandro Feitosa Jr/G1 Uma organização de contraterrorismo formada por algumas das maiores empresas de tecnologia dos Estados Unidos, incluindo Facebook e Microsoft, está expandindo significativamente os tipos de conteúdo extremista que serão armazenados em um banco de dados em comum. Com isso, elas esperam utilizar as informações para reprimir divulgação de grupos supremacistas brancos e milícias de extrema direita, disse o grupo à Reuters. Até agora, o banco de dados do Fórum Global da Internet para o Contraterrorismo (GIFCT, na sigla em inglês) se concentrava em vídeos e imagens de grupos terroristas em uma lista das Nações Unidas e, portanto, consistia principalmente em conteúdo de organizações extremistas islâmicas, como o Estado Islâmico, a Al Qaeda e o Talibã. Nos próximos meses, o grupo adicionará manifestos de agressores – muitas vezes compartilhados por simpatizantes da violência da supremacia branca – e outras publicações e links sinalizados pela iniciativa da ONU, "Tecnologia Contra o Terrorismo". Ele usará listas do grupo de compartilhamento de inteligência Five Eyes (Cinco Olhos, em português), que envolve Estados Unidos, Inglaterra, Canadá, Austrália e Nova Zelândia, adicionando URLs e PDFs de mais grupos, incluindo os Proud Boys, os Three Percenters e neonazistas. As empresas, que incluem Twitter e YouTube, compartilham "hashes", representações numéricas únicas de conteúdos originais que foram removidas de seus serviços. Outras plataformas usam isso para identificar o mesmo conteúdo em seus próprios sites, a fim de revisá-lo ou removê-lo. Embora o projeto ajude a combater o conteúdo extremista em plataformas convencionais, os grupos ainda podem publicar imagens violentas e retórica em muitos outros sites e espaços na internet. O grupo de tecnologia quer combater uma gama mais ampla de ameaças, disse o diretor executivo do GIFCT, Nicholas Rasmussen, em entrevista à Reuters. "Qualquer pessoa que olhe para o cenário do terrorismo ou do extremismo tem que entender que há outras partes [...] que estão exigindo atenção agora", disse Rasmussen, citando as ameaças de extremismo violento de extrema direita ou motivado por questões raciais. As plataformas de tecnologia há muito são criticadas por não policiarem conteúdo extremista violento, embora também enfrentam preocupações com censura. LEIA MAIS: 'O poder que as plataformas digitais têm sobre o discurso é também econômico', diz pesquisadora A questão do extremismo, incluindo supremacia branca e grupos de milícia, assumiu urgência renovada o ataque de 6 de janeiro contra o Capitólio, nos EUA. O banco de dados do GIFCT pode ser acessado por 14 empresas, incluindo Reddit, Snap, Instagram, Verizon Media, LinkedIn e Dropbox. O GIFCT, que agora é uma organização independente, foi criado em 2017 sob pressão dos governos dos EUA e da Europa após uma série de ataques em Paris e Bruxelas. O banco de dados contém principalmente impressões digitais de vídeos e imagens relacionadas a grupos na lista consolidada de sanções do Conselho de Segurança da ONU e alguns ataques específicos transmitidos ao vivo, como o tiroteio em 2019 em uma mesquita em Christchurch, Nova Zelândia. O GIFCT tem enfrentado críticas e preocupações de alguns grupos de direitos humanos e digitais em relação à censura. "O excesso de realizações leva você na direção de violar os direitos de alguém na internet de se engajar na liberdade de expressão", disse Rasmussen. O grupo deseja continuar a ampliar seu banco de dados para incluir hashes de arquivos de áudio ou certos símbolos e aumentar seu número de membros. Recentemente, adicionou a o Airbnb e a Mailchimp como membros. No YouTube, G1 explica o que é NFT:
Veja Mais

26/07 - Regulador antimonopólio dos EUA pede prazo maior em processo contra Facebook
Comissão Federal de Comércio (FTC) tem até 29 de julho para apresentar uma nova queixa contra a rede social, mas pediu que a Justiça dê até o dia 19 de agosto. Facebook REUTERS/Stephen Lam A Comissão Federal de Comércio (FTC), autoridade encarregada de regulamentar a livre concorrência nos Estados Unidos, pediu a um tribunal federal mais tempo para abrir uma petição adicional no caso antimonopólio contra o Facebook. No documento apresentado na última sexta-feira (23) no tribunal federal do distrito de Colombia (Washington DC) e publicado nesta segunda (26), a FTC pede até 19 de agosto para revisar seus argumentos no caso. O regulador diz que o Facebook não se opõe a esta autorização de prorrogação. No final de junho, o juiz federal de Washington encarregado do caso, James Boasberg, atendeu ao pedido do Facebook para anular o processo, mas deu 30 dias para a FTC apresentar novos elementos para o caso– prazo que venceria na próxima quinta (29). A ação judicial contra o Facebook foi iniciada em dezembro de 2020 em um tribunal federal por parte da FTC e de promotores de 48 estados e territórios americanos. As autoridades acusam a rede social de abusar de sua posição dominante para desbancar a concorrência e exigir, entre outras coisas, a ruptura com suas filiais Instagram e WhatsApp. O Facebook ganhou uma instância em junho, quando o juiz Boeasberg indeferiu o caso porque carecia de "provas concretas sobre o real poder do Facebook". Com a decisão, o valor de mercado da empresa chegou a atingir US$ 1 trilhão. Saiba como se proteger de golpes no WhatsApp Golpes no Whatsapp: saiba como se proteger
Veja Mais

26/07 - Quatro empresas da saúde cancelam IPO; desistências já somam 55 em 2021
Hospital Care, Teuto Brasileiro, Kora Saúde e Bionexo cancelaram suas ofertas públicas iniciais de ações. Quatro empresas da área de saúde desistiram de suas ofertas públicas iniciais de ações (IPOs, na sigla em inglês). Hospital Care Caledonia, Laboratório Teuto Brasileiro, Kora Saúde e Bionexo cancelaram suas operações, que seriam realizada via Instrução 400 (que dispõe sobre as ofertas públicas em geral), segundo consta no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). 2021 já soma 13 IPOs e outras 31 empresas estão na fila para entrar na Bolsa; veja lista Bovespa - Painel da bolsa de valores de São Paulo, B3, em imagem de arquivo Cris Faga/Estadão Conteúdo Com isso, as desistências de IPO este ano já somam 55 casos, ainda de acordo com os dados da CVM. O número, no entanto, inclui empresas que desistiram da oferta via CVM 400, mas acabaram emplacando IPO com esforços restritos, via Instrução 476 (que versa sobre ofertas restritas, feitas apenas para investidores profissionais convidados). É o caso de Dotz, Livetech, 3Tentos, Agrogalaxy, BR Partners, G2D, Infracommerce, entre outras. Com as desistências e muitas empresas que conseguiram emplacar seus IPOs nas últimas semanas, a fila de companhias com prospecto preliminar protocolado, que já chegou a mais de 40 empresas este ano, agora está com apenas 22. Está semana estão previstas as precificações de pelo menos quatro ofertas: Armac e TradersClub, nesta segunda-feira (26), Brisanet (terça-feira) e Clear Sale (quarta-feira).
Veja Mais

26/07 - Golpe em delivery: entregador viraliza ao filmar dados de cartão; veja como se prevenir
Vídeo difundido pelo WhatsApp mostra senhora tendo todos seus dados bancários registrados ao fazer pagamento de comida; Procon-SP diz que golpes durante entregas têm crescido muito. Entregador iluminou a maquininha enquanto a cliente digitava a senha; com isso, conseguiu ver os dígitos marcados Reprodução/WhatsApp Um vídeo que mostra um novo tipo de golpe para clonagem de cartões durante entregas viralizou nos últimos dias em redes sociais e em grupos no WhatsApp em todo o Brasil. O caso não é isolado: segundo o Procon de São Paulo, o número de registros de golpes do tipo durante entregas por aplicativos de comidas saltou 186% na comparação do acumulado entre janeiro e maio de 2021 e o mesmo período de 2020. O vídeo, aparentemente gravado pelo celular do próprio entregador, registra o momento em que uma senhora recebe uma entrega de comida na porta de sua casa, em São Paulo. Com a câmera ligada sem que ela perceba, o homem filma os números da frente e do verso do cartão de débito, enquanto distrai a cliente dizendo que aguarda sinal de satélite para conseguir fazer a cobrança. "Vou pegar o sinalzinho da máquina, tá? Quando tem muito pedido na rua, elas (máquinas) ficam doidinhas", diz ele, ao filmar frente e verso do cartão da senhora. O rosto do entregador aparece com clareza, embora o da cliente não seja visível. Após filmar os dados pessoais do cartão, o entregador se oferece para iluminar a maquininha enquanto a senhora digita a senha - quando ela aceita, o entregador acaba registrando também parte do código pessoal. SAIBA MAIS: Yasmin Brunet afirma que perdeu R$ 7.900 em 'golpe do delivery'; saiba como se proteger A BBC News Brasil tentou contato com a vítima do golpe, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem. Procurada pela BBC News Brasil, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo afirmou que só a partir da denúncia da vítima (e por consequência de um Boletim de Ocorrência) poderia se manifestar especificamente sobre o caso. Em nota, a secretaria afirmou que "é essencial o registro de ocorrências criminais, seja em delegacia física ou por meio da Delegacia Eletrônica, para que os crimes sejam devidamente investigados e os autores, presos. No caso de estelionato, a representação criminal por parte da vítima é necessária, conforme determina a lei". Dicas de prevenção do Procon-SP Câmera registra dados do cartão da cliente (acima, borrados) no momento da entrega do delivery Reproduçao/WhatsApp As recomendações do Procon-SP para se proteger de golpes durante o delivery de comidas são: Recusar máquinas com o visor quebrado ou que não permitam a leitura dos dados; Conferir o valor da compra e, de preferência, pagar somente no aplicativo; Não passar os seus dados por telefone; Desconfiar caso o entregador informe que é necessário pagar algum valor extra. "O consumidor deve procurar fazer o pagamento no momento do pedido, de forma online, evitando pagar na hora da entrega, que é o momento em que o golpe é aplicado. E lembrar que não existe taxa de entrega ou outra taxa extra. Qualquer ocorrência diferente deve ser comunicada à empresa", diz em nota Fernando Capez, diretor do Procon-SP. No caso específico do golpe citado no início desta reportagem, vale tomar cuidados extras, como manter o próprio cartão em mãos e prestar atenção redobrada ao apertar os números da senha. Golpes mais comuns Basta ter acesso a informações simples como data de validade, código de segurança, nome e número do cartão para se fazer determinadas compras online com o cartão alheio. É por isso que, muitas vezes, falsários tentam simplesmente registrar imagens do cartão de suas vítimas. Estas, sua vez, acabam tendo uma falsa sensação de segurança pelo fato de continuarem com o cartão em sua posse. A Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) detalhou como funcionam os principais golpes ligados a cartões registrados nos últimos meses no Brasil. Confira a seguir: Funcionários falsos de banco Usando gravações que imitam música e menus de centrais de bancos, falsários se apresentam como membros de centrais antifraude e pedem dados confidenciais de clientes. WhatsApp Se passando por funcionários de sites de compras, falsários clonam a conta de WhatsApp e a partir daí se passam pela vítima, enviando mensagens pedindo dinheiro para todos os seus contatos. Troca de Cartões Na hora do pagamento, atendentes mal-intencionados prestam atenção na senha usada pelo cliente ou pedem para que o código seja digitado no lugar do valor da compra. Ao registrarem a senha, eles entregam de volta outro cartão. Falso Motoboy Falsos funcionários de bancos telefonam para a vítima informando que seu cartão foi clonado e que um profissional buscará o cartão na casa do cliente. Muitas vezes, o falso funcionário quebra o cartão na frente da vítima, para que ela se senta mais segura. Mesmo quebrado, no entanto, o cartão continua podendo ser usado para compras online. Lojas falsas Normalmente perto de datas comerciais como Natal e Black Friday, vítimas recebem e-mails e mensagens de texto com supostos links promocionais para sites falsos que simulam grandes portais. Os dados são recolhidos e os produtos nunca são entregues. Por isso, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo recomenda que nunca se clique em links do tipo - é melhor digitar diretamente no seu navegador o site da loja desejada e fazer compras direto por esse caminho. Videochamada Pessoas se passando por funcionários convencem clientes de bancos a fazerem chamadas por vídeo quando usarem o caixa eletrônico. Assim, copiam todos os dados da vítima. Cartão extraviado Ladrões roubam cartas físicas de bancos com novos cartões e telefonam aos donos fingindo serem funcionários do banco. Após o cliente confirmar seus dados, eles conseguem desbloquear o cartão. Saiba como se proteger de golpes no WhatsApp Golpes no Whatsapp: saiba como se proteger Celular é a nova carteira; cuide de seus dados Celular é a nova carteira: saiba manter seu aparelho seguro e o que fazer em caso de roubo
Veja Mais

26/07 - Rede de supermercados oferece 23 vagas de emprego na região de Campinas; veja como se candidatar
Oportunidades são para as cidades de Indaiatuba (SP), Americana (SP), Sumaré (SP) e Hortolândia (SP). Rede de supermercados tem 23 oportunidades de emprego disponíveis na região de Campinas (SP) Alex Ferreira Uma rede de supermercados da região de Campinas (SP) está com 23 vagas de emprego abertas para início imediato. As oportunidades, divulgadas nesta segunda-feira (26), são para as cidades de Indaiatuba, Americana, Sumaré e Hortolândia. Os interessados em trabalhar para a empresa São Vicente podem enviar o currículo pelo site. Para se candidatar, é preciso ensino médio completo e morar no município onde é oferecida a vaga. As oportunidades contemplam todos os gêneros. A média salarial não foi divulgada. Três cidades da região de Piracicaba (SP) têm 48 vagas disponíveis. Veja os empregos por cidade abaixo. Indaiatuba Açougueiro (a) - 2 vagas Balconista de frios - 1 vaga Repositor (a) de mercearia - 2 vagas Operador (a) de caixa - 1 vaga Embalador (a) - 1 vaga Americana Fiscal de loja - 2 vagas Ajudante de açougue - 2 vagas Açougueiro (a) - 1 vaga Balconista de frios - 2 vagas Motorista - 1 vaga Agente essencial - 2 vagas Sumaré Balconista de frios - 1 vaga Açougueiro (a) - 1 vaga Ajudante de açougue - 1 vaga Hortolândia Fiscal de loja - 1 vaga Repositor (a) - 1 vaga Açougueiro (a) - 1 vaga VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e região Veja mais oportunidades da região no G1 Campinas
Veja Mais

26/07 - Jovem holandês que foi ao espaço com Jeff Bezos disse que nunca comprou pela Amazon
Rapaz de 18 anos afirmou que bilionário ficou surpreso com a revelação. Jeff Bezos no espaço: Veja os melhores momentos do voo e entenda o caso O adolescente holandês que se tornou a pessoa mais jovem do mundo a viajar ao espaço surpreendeu o bilionário Jeff Bezos no voo, dizendo que nunca havia comprado nada pela Amazon. Oliver Daemen, um estudante de física de 18 anos, acompanhou Bezos, seu irmão Mark Bezos e a aviadora Wally Funk, de 82 anos — a pessoa mais velha a ir ao espaço — em uma viagem de 10 minutos para fora da atmosfera terrestre. LEIA TAMBÉM: Jeff Bezos, homem mais rico do mundo, vai ao espaço e agradece a clientes da Amazon: 'Vocês pagaram' FOTOS: as imagens marcantes da viagem O que a viagem de Bezos ao espaço e um arremesso de basquete têm em comum Veja detalhes de cada tripulante Bezos financiou a empresa de exploração espacial Blue Origin por meio da venda de ações no valor de bilhões de dólares em seu negócio de entrega online, a Amazon. "Eu disse a Jeff, tipo, na verdade nunca comprei algo da Amazon", relatou Daemen à Reuters em uma entrevista na última sexta-feira (23) no Aeroporto Schiphol de Amsterdã. "E ele disse, 'oh, uau, faz muito tempo que ouvi alguém dizer isso'." Oliver Daemen, de 18 anos, tripulante da 1ª missão da Blue Origin Blue Origin Daemen, que foi escolhido após outro candidato que ofereceu US$ 28 milhões pela viagem cancelar de última hora, descobriu que iria embarcar durante as férias em família na Itália. "Eles ligaram e disseram: 'você ainda está interessado?' e nós pensamos 'Sim! Sim! Sim!'" Daemen sonhava com viagens espaciais desde criança, acompanhou todo desenvolvimento de empresas de exploração espacial, como a Blue Origin, e obteve sua licença de piloto ainda jovem. "Não pagamos nem perto de US$ 28 milhões, mas eles me escolheram porque eu era o mais jovem e também era piloto e já conhecia bastante sobre isso." Entenda o que a ida de Bezos ao espaço e um arremesso de basquete tem em comum: O que a ida de Bezos ao espaço e um arremesso de basquete tem em comum
Veja Mais

26/07 - Bovespa abre a semana em alta, com Vale favorecida pelos preços de commodities
Nesta segunda-feira, o principal índice da bolsa subiu 0,76%, a 126.004 pontos. O principal índice de ações da bolsa de valores de São Paulo, a B3, fechou em alta nesta segunda-feira (26), à espera da decisão de política monetária dos Estados Unidos na próxima quarta e beneficiado pelo preço das commodities. O Ibovespa subiu 0,76%, a 126.004 pontos. Veja mais cotações. Na sexta-feira, a bolsa fechou em queda de 0,87%, a 125.053 pontos. Com o resultado de hoje, a bolsa acumula queda mensal de 0,63% e alta anual de 5,87%. o CPI terá equipe da PF só para analisar fake news, diz Julia Duailibi Cenário O preço das commodities registram altas nos mercados internacionais, que empurrou para cima os papeis de mineradoras e siderúrgicas. A Vale, por exemplo, teve alta de 2% e tem o maior peso entre todas as ações do Ibovespa. CSN e Usiminas subiram cerca de 3,5%. Mais cedo, o Banco Central informou que o mercado financeiro projeta uma taxa de juros de 7% ao final do ano, acima dos 6,75% esperados na semana passada. A mediana das projeções dos economistas para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2021 também subiu: de 6,31% para 6,56%. Foi a décima sexta semana consecutiva de ajuste para cima nas projeções. No lado positivo, os economistas também ampliaram levemente a estimativa para o desempenho do PIB deste ano, que passou de 5,27% para 5,29%. Ainda na agenda de indicadores, a FGV apontou que a confiança dos consumidores subiu pelo quarto mês seguido em julho, atingindo o maior patamar desde outubro. Lá fora, os investidores aguardam a definição dos juros nos Estados Unidos, que será anunciada na quarta-feira pelo Federal Reserve. Variação do Ibovespa em 2021 G1 Economia
Veja Mais

26/07 - Novas regras de aulas particulares da China colocam bilhões de dólares em jogo
Novas regras proíbem aulas com fins lucrativos em disciplinas escolares básicas; empresas privadas de educação devem enfrentar impacto significativo nos negócios, em uma indústria de US$ 120 bilhões, na qual investidores apostaram bilhões de dólares nos últimos anos. As novas regras da China para aulas particulares farão empresas privadas de educação enfrentarem um impacto significativo nos negócios, à medida que Pequim intensifica a supervisão regulatória de uma indústria de US$ 120 bilhões, na qual investidores apostaram bilhões de dólares nos últimos anos. As novas regras anunciadas na sexta-feira (23) proíbem aulas com fins lucrativos em disciplinas escolares básicas, em um esforço para aumentar a taxa de natalidade do país, reduzindo o custo de vida da família. De acordo com as novas regras, todas as instituições que oferecerem tutoria no currículo escolar serão cadastradas como entidades sem fins lucrativos, não havendo novas licenças concedidas, de acordo com documento oficial. As mudanças nas regras, que são muito mais duras do que o esperado anteriormente, colocaram em risco bilhões de dólares de capital público e privado investidos no setor nos últimos anos, na esperança de demanda contínua no país mais populoso do mundo. O movimento desencadeou uma forte queda na sexta-feira nas ações listadas em Hong Kong e Nova York de empresas de educação privadas chinesas, e as vendas continuaram nesta segunda-feira com algumas das ações despencando entre 30% e 40%. O TAL Education Group, listado nos Estados Unidos, disse no domingo que espera que as novas regras tenham "um impacto material adverso em seus serviços de reforço escolar depois das aulas ... o que, por sua vez, pode afetar adversamente" suas operações e perspectivas. Gaotu Techedu, New Oriental Education & Technology Group, Koolearn Technology Holding, Scholar Education Group e China Beststudy Education Group deram declarações parecidas nesta segunda-feira. As novas regras farão com que as empresas de tutoria online existentes sejam submetidas a escrutínio extra e as aulas de reforço depois das aulas serão proibidas durante os fins de semana, feriados e férias escolares, disse o documento. As instituições de ensino baseadas em currículos também seriam proibidas de levantar dinheiro por meio de listagens, enquanto as empresas listadas seriam proibidas de investir em tais instituições, disse o relatório. O Goldman Sachs disse em relatório que seus preços-alvo para ações de tutoria listadas seriam reduzidas em 78% em média. O impacto, disse, seria principalmente em razão da proibição de aulas de reforço nos fins de semana e nas férias de inverno e verão, que geraram até 80% da receita das empresas.
Veja Mais

26/07 - Mercado financeiro eleva estimativa de inflação pela 16ª semana seguida e vê Selic a 7% no fim do ano
Expectativa para o IPCA deste ano subiu para 6,56%, segundo o relatório Focus, divulgado pelo Banco Central. Os analistas do mercado financeiro elevaram para 6,56% a estimativa média de inflação em 2021, ao mesmo tempo em que passaram a ver um crescimento de 5,29% do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano. Já para a Selic, a taxa básica de juros da economia, o mercado elevou a previsão pela terceira semana seguida. A expectativa é de a taxa chegar a 7% ao fim deste ano. As projeções constam no relatório "Focus", divulgado nesta segunda-feira (26) pelo Banco Central (BC). Os dados foram levantados na semana passada, em pesquisa com mais de 100 instituições financeiras. Inflação no custo da energia, combustíveis e outros itens pesa no bolso das famílias Inflação Para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, a expectativa do mercado para este ano subiu de 6,31% para 6,56%. Foi a 16ª alta seguida. O centro da meta de inflação para este ano é de 3,75%. Pelo sistema vigente no país, que prevê intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais e para menos, a meta será considerada cumprida se ficar entre 2,25% e 5,25%. Com isso, a projeção do mercado fica cada vez mais acima do teto do sistema de metas. Se confirmado o resultado, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, terá de redigir uma carta aberta explicando os motivos para o descumprimento da meta. A meta de inflação é fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Para alcançá-la, o Banco Central eleva ou reduz a taxa básica de juros da economia. Para 2022, o mercado financeiro passou para 3,80% a estimativa de inflação. No ano que vem, a meta central de inflação é de 3,5% e será oficialmente cumprida se oscilar de 2% a 5%. Produto Interno Bruto No caso do Produto Interno Bruto (PIB) de 2021, os economistas do mercado financeiro passaram a estimativa de crescimento da economia brasileira de 5,27% para 5,29%. Foi a 14ª alta seguida do indicador. O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia. No começo do ano, o mercado previa que o PIB iria crescer apenas 3,4%. Porém, a economia tem mostrado reação nos últimos meses, influenciada, entre outros motivos, pela alta dos preços das commodities – produtos básicos, como alimentos, minério de ferro e petróleo, cotados no mercado internacional em dólar. Para 2022, o mercado manteve a previsão do PIB em 2,10%. Taxa de juros O mercado financeiro elevou de 6,75% para 7% ao ano a previsão para a taxa Selic ao fim de 2021. É a terceira alta seguida. A Selic é a taxa básica de juros da economia. Com isso, os analistas seguem projetando alta dos juros neste ano. Em março, na primeira elevação em quase seis anos, a taxa básica da economia passou de 2% para 2,75% ao ano. Em maio, foi para 3,5% ao ano e, em junho, avançou para 4,25% ao ano. O objetivo das altas recentes, promovidas pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do BC, é conter a pressão inflacionária. A próxima reunião do comitê está marcada para o início de agosto. Para o fim de 2022, os economistas do mercado financeiro continuam prevendo a Selic em 7% ao ano. VÍDEOS: veja mais notícias de economia
Veja Mais

26/07 - Petrobras convoca assembleia para 27 de agosto para eleger membros do conselho
Movimento ocorre após a renúncia do conselheiro Marcelo Gasparino da Silva, representante de minoritários, que havia sido eleito por meio de processo de voto múltiplo em assembleia ocorrida em 12 de abril. A Petrobras publicou nesta segunda-feira (26) edital de convocação para uma assembleia geral extraordinária (AGE) a ser realizada em 27 de agosto, às 15h, para a eleição de oito membros ao conselho de administração da companhia, além do presidente do colegiado e de um membro titular do Conselho Fiscal. O movimento ocorre após a renúncia do conselheiro Marcelo Gasparino da Silva, representante de minoritários, que havia sido eleito por meio de processo de voto múltiplo em assembleia ocorrida em 12 de abril. A renúncia de Gasparino forçou a realização de um novo pleito para os oito conselheiros eleitos por voto múltiplo, de um total de 11 membros do colegiado. "A despeito de haver previsão legal e estatutária para preenchimento de substituto por nomeação do conselho de administração até que fosse realizada uma próxima AGE, em vista de ter recebido de acionistas minoritários pedidos de convocação de Assembleia Geral para nova eleição dos oito conselheiros eleitos... o conselho de administração decidiu proceder à presente convocação", indicou documento publicado pela estatal. A eleição de membro titular do Conselho Fiscal prevista para a assembleia também ocorre por causa de renúncia --no caso, apresentada no início deste mês pelo conselheiro fiscal titular indicado pelo Tesouro Nacional. Um membro titular e seu suplente serão eleitos para completar o mandato em curso. Tanto minoritários quanto o governo já realizaram indicações para os cargos no conselho de administração da empresa.
Veja Mais

26/07 - Dólar fecha em queda de 0,71% e é cotado abaixo de R$ 5,20
Nesta segunda-feira (26), moeda norte-americana recuou 0,71%, a R$ 5,1737. O dólar fechou em queda de 0,71%, a R$ 5,1737, nesta segunda-feira (26), com as vendas da moeda no exterior se estendendo às operações locais num dia de retomada de apetite por risco e na antevéspera da decisão de política monetária nos Estados Unidos. De forma geral, o mercado doméstico de câmbio segue instável, enquanto investidores se preparam também para a decisão do Copom na próxima semana. Com o resultado desta segunda, a moeda norte-americana acumula alta de 4,04% no mês e queda de 0,26% no ano. Veja mais cotações. Cenário O mercado local de forma geral seguia instável e bastante influenciado por fluxos pontuais, enquanto investidores evitavam grandes apostas antes do anúncio da avaliação de política monetária nos Estados Unidos, na quarta-feira. Nesta segunda, dados mais fracos de vendas de novas moradias nos EUA deram argumento para recentes preocupações sobre o ritmo da economia norte-americana, o que em última instância poderia esfriar no Federal Reserve debates sobre futura redução de estímulos. Mais cedo, o Banco Central informou que o mercado financeiro projeta uma taxa de juros de 7% ao final do ano, acima dos 6,75% esperados na semana passada. A mediana das projeções dos economistas para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2021 também subiu: de 6,31% para 6,56%. Foi a décima sexta semana consecutiva de ajuste para cima nas projeções. No lado positivo, os economistas também ampliaram levemente a estimativa para o desempenho do PIB deste ano, que passou de 5,27% para 5,29%. Ainda na agenda de indicadores, a FGV apontou que a confiança dos consumidores subiu pelo quarto mês seguido em julho, atingindo o maior patamar desde outubro. Variação do dólar em 2021 G1 00:00 / 25:44
Veja Mais

26/07 - 'Luto há seis anos para o Google apagar informação falsa sobre mim'
Advogado mexicano Ulrich Richter foi à Justiça para tentar tirar do ar um falso blog sobre si próprio na plataforma Blogger; apesar da vitória dele em primeira instância, a página contestada segue visível na internet. Advogado mexicano Ulrich Richter está há seis anos tentando tirar do ar um blog falsamente atribuído a ele Arquivo pessoal Quase todos nós recorremos ao Google quando queremos encontrar uma informação sobre algo ou alguém. E foi esse hábito cotidiano que alertou Ulrich Richter, um advogado mexicano, sobre a existência de um blog que levava seu nome como título e que o acusava de lavagem de dinheiro. Faz seis anos que ele move uma batalha legal para tentar fazer com que o Google apague a página (hospedada em plataforma gratuita de blogs) da internet e, assim, deixe de aparecer entre os resultados do buscador. VÍDEOS: Segurança digital Download seguro: saiba como baixar programas legítimos A primeira vitória de Richter foi conseguir que o Google fosse julgado no México e nos EUA (seu país-sede). Sua última vitória, ocorrida neste ano, foi que uma juíza condenasse a empresa tecnológica a indenizá-lo por danos morais. O Google recorreu da sentença, afirmando se tratar de uma clara ameaça à liberdade de expressão, e continua sem tirar o blog do ar. Esta é a história do longo processo judicial encampado por Richter, que foi advogado de figuras conhecidas no México, incluindo personalidades políticas. "Sou advogado civil e penal e, paralelamente, me envolvi com o ativismo cidadão. Sou autor de um livro chamado Manual del poder ciudadano (Manual do poder cidadão, em tradução livre) e fiz um blog com meu nome no Blogger, plataforma gratuita do Google, no qual discutia meu trabalho. Em meados de 2014, algumas pessoas me contaram que havia outro blog com endereço parecido com o do meu. Esse, que eu considero ilegal e pirata, chamado 'Ulrich Richter Morales e suas porcarias (feitas) à pátria'. Minhas filhas, à época menores de idade, me contaram que ouviram na escola que havia informações falsas e desagradáveis sobre mim na internet. Tivemos que ir à escola explicar. Ao ver esse blog ilegal, vi que estavam usurpando minha identidade e a da minha mulher, postando nossas fotos. (Violaram) também os direitos do meu livro, que aparece na capa do blog com uma capa adulterada com o título (falso) 'Como lavar dinheiro'. Esse blog dizia que eu estimulava atividades ilícitas, que eu era o rei da lavagem de dinheiro... Então apresentei uma denúncia penal para que isso fosse investigado. Em 2015, fiz chegar uma carta ao diretor-geral da subsidiária do Google no México, como proprietário da plataforma onde esse blog está alojado, manifestando minha inconformidade porque tudo estava cheio de fake news, usando imagens minhas, adulterando a capa do meu livro e fazendo referência a reportagens de imprensa que não existem. Enquanto isso, segui com a denúncia penal para descobrir quem havia criado esse blog. O aparato legal do Google no México apresentou um relatório dizendo que estava-se fazendo o possível para rastrear sua origem. Eu respondi que queria que o blog fosse eliminado, por violar minha dignidade e a da minha mulher, com efeito até sobre minhas filhas. Mas a resposta foi de que o Google não queria remover o blog. Foi quando eu comecei a preparar uma ação de danos morais, baseando-me especialmente nas políticos do Blogger que dizem que um blog pode ser removido se infringir as normas de uso. E essas normas proíbem a usurpação de identidade e de direitos de autor, a promoção de atividades ilícitas. Tudo isso era infringido no caso." Detalhei isso no processo. Não via motivo para o Google não aceitar, porque o blog violava suas próprias normas. Mas, até hoje, o blog segue no ar." O que dizem as regras do Blogger? "Não se deve usar este produto para suplantar a identidade de outras pessoas (...) Permitimos a paródia, a sátira e o uso de pseudônimos, sempre quando se evite conteúdo que possa confundir o público sobre a verdadeira identidade dos autores" "Não se deve distribuir conteúdo que engane, confunda ou desoriente os usuários" "Não se deve usar este produto para participar em atividades ilegais" "É nosso dever responder ante denúncias claras de supostas infrações de direitos autorais" A política também indica que, no caso de denúncias conteúdos publicados na plataforma, a equipe do Blogger o revisa para comprovar ou não eventuais infrações. Eventuais penas incluem advertências, exclusão de conteúdos, fim de acesso do autor à conta ou "denúncia do usuário às autoridades legais competentes". "Isso me afetou profissionalmente. Tive que explicar o ocorrido a todos os meus clientes. E se alguém que quisesse me consultar buscasse meu nome no Google, veria esse falso blog nos primeiros resultados. Provavelmente alguns deixaram de me contratar porque olha o que (o blog) diz de mim. Quando acionei os tribunais mexicanos, acionei a Google Inc. (então proprietária da plataforma), o Google México e seu então diretor-geral, por terem sido omissos com meu pleito para retirar (o blog do ar) apesar de terem sido notificados. O Google Inc. alegou que, como empresa americana, não poderia ser julgada no México e teria que ser processada lá. Além disso, apresentou uma declaração juramentada de que não tinha escritório no México, mas sua própria página anuncia ter um edifício na Cidade do México. Um tribunal de apelações concluiu que um juiz mexicano seria competente para seguir com o caso. O Google apresentou novos recursos até chegar à Suprema Corte de Justiça do México, mas acabou desistindo. O processo continuou e, no mês passado, saiu uma sentença condenando-a (empresa) por tolerar que o blog continue sendo difundido em sua plataforma. O Google recorreu, e esperamos que um tribunal de apelações resolva o caso nos próximos meses. Ainda restaria uma terceira instância, de um tribunal federal, a se recorrer. Se o juiz voltar a me dar razão, o blog teria que sair do ar e eu teria de receber uma indenização a ser fixada pela Corte, proporcional à capacidade econômica da Google, sua influência na internet etc. Finalmente foi descoberto o autor material do blog. Acho que a pessoa é testa de ferro de alguém que quis criar o blog para me prejudicar (...) por conta de processos judiciais polêmicos dos quais participei. Mas nunca chegamos a descobrir se houve algum outro autor intelectual. O autor material foi condenado assim como o Google e pode ser presa por delito de usurpação de identidade, mas está desaparecida, apesar de ter ordem de prisão contra si. Para o Google, é inédita uma condenação tão importante por dano moral, que pode abrir um precedente importante para casos futuros em que se atente contra a dignidade de pessoas. Destaco que não é que eu quisesse tirar do ar algo de que não gostava (sobre mim). Em meu exercício profissional defendi clientes polêmicos, políticos criticados... Mas nunca pedi que se excluíssem reportagens falando disso, porque reconheço o direito à informação em um Estado democrático. Mas também reconheço o que são fake news, que não estão amparadas pelo direito à liberdade de informação." O que diz o Google Consultada pela BBC News Mundo, serviço da BBC em espanhol, a empresa declarou em nota, a respeito da decisão judicial proferida em março, que "lamenta a sentença, que impõe responsabilidade ao Google, pelo conteúdo de um terceiro que usa a plataforma do Blogger." "O Google não gera nem edita o conteúdo do Blogger. A sentença determina, além disso, danos desproporcionais e infundados. É uma clara ameaça à liberdade de expressão por ser uma forma de censura indireta", prossegue a nota. "Como a Google promove a liberdade de expressão na internet, impugnaremos e nos defenderemos firmemente de todas as afirmações infundadas e injustas nos tribunais." "Acho que o Google tenta confundir a população dizendo que o meu objetivo é censurar e que não eliminou o blog amparando-se nesses pilares de liberdade de expressão. As fake news não gozam desse direito (de liberdade de expressão) porque não são notícias. A imagem do livro que aparece no (falso) blog não existe, não foi feita por mim. Não é real, por isso peço que seja eliminada. Veja o que é fato ou fake No julgamento, levantaram o argumento de que o conteúdo poderia ser uma sátira, em torno de gozação. Mas é claro, quando o blog publica uma foto verdadeira da sua esposa com uma mensagem que diz 'esta p... me ensinou a falsificar documentos e sair impune', como se fosse eu, isso não é gozação. São termos grotescos e insultantes, não há sátira nenhuma. Richter argumenta que defesa da liberdade de expressão não poderia se estender a fake news Getty Images Claro que eu sei que é difícil que uma grande empresa como a Google consiga eliminar toda a informação falsa publicada por seus milhões de usuários em suas plataformas se não sabem que esses conteúdos existem. É justamente por isso que temos de notificá-los da existência dessa informação falsa. Havendo essa notificação, a história muda. No meu caso, eles foram condenados por terem sido legalmente alertados e (mesmo assim) não eliminaram o blog. É claro que (essa abertura de precedente) pode ser aproveitada por quem vir algo que não goste (sobre si) na internet e alegar que é fake news para exigir sua tirada do ar. Seria grave, porque o direito à informação é importante à cidadania. Por isso, quem notificar a respeito de um conteúdo falso sobre si tem que ser suficientemente detalhado para ser crível. No meu caso, em que receberam uma demanda (judicial), poderiam ter verificado que o blog não cumpria com as políticas da plataforma. Apresentamos provas, mostramos meu livro original... meu caso era facilmente verificável e todas as consequências judiciais poderiam ter sido evitadas. Brigar contra um gigante tecnológico tem sido um desafio para mim. Acho que a Google tentou alongar o processo para que eu desistisse. Mas, longe disso, já são seis anos de processo e sigo adiante com o mesmo ímpeto. Acho que o que o meu principal motor para seguir adiante é a questão de que se deve respeitar as pessoas e não passar como um caminhão sobre seus princípios. Teria sido muito mais fácil que tivessem tirado o blog do ar quando eu lhes notifiquei de que ele violava suas políticas. Mas não o fizeram. Não sei se porque se sentiram muito poderosos ou pelo mau aconselhamento de algum assessor legal. Então, ainda que o processo leve mais um, dois ou cinco anos, quero que seja feita justiça e que a Google não fique impune por ser um gigante tecnológico. Espero que a condenação seja exemplar, para que isso não se repita e não volte a acontecer um litígio de 6 ou 7 anos para resolver uma petição similar no futuro." VÍDEOS: Segurança digital
Veja Mais

26/07 - Subsídios atingem R$ 346,6 bilhões e governo prepara proposta de corte
Os subsídios do governo federal atingiram R$ 346,6 bilhões em 2020, o equivalente a 4,65% do PIB. O número poderia ter sido ainda maior, mas pandemia e a consequente queda na taxa de juros acabou reduzindo os subsídios financeiros e creditícios. Os dados fazem parte do relatório atualizado do Orçamento de Subsídios da União 2021, que será divulgado pela área econômica, ao qual o blog teve acesso. O documento vem no momento em que o governo precisa enviar ao Congresso, até 15 de setembro, um plano para reduzir, até 2029, os subsídios tributários para 2% do PIB - 10% apenas nos primeiro ano. A discussão também ganhará corpo com o debate da reforma tributária na Câmara e Senado. Os subsídios, em especial os benefícios tributários, são valores que o governo deixa de arrecadar para estimular setores da economia. O secretário de Avaliação, Energia e Loterias do Ministério da Economia, Gustavo Guimarães, afirmou ao blog que muitos dos benefícios tributários concedidos têm pouca eficiência. A área econômica quer propor uma revisão deles, a partir da eficiência de cada um e do quanto estimulam o crescimento da economia. A ideia, entretanto, esbarra em lobbies e nos setores beneficiados pelos benefícios. "Subsídio eficiente é o que faz o país crescer", afirma Guimarães. Desde 2016, o governo vem conseguindo reduzir os subsídios, que vinham em uma trajetória explosiva desde 2011 e atingiram patamar recorde em 2015. Em 2003, por exemplo, estes benefícios somavam 2,96% do PIB. Em 2015, já eram 6,65%. A partir de 2016, houve uma redução em especial do subsídios creditícios e financeiros, mas os tributários, em que há perda de arrecadação, a área econômica ainda tem dificuldade. Corte Na aprovação da PEC Emergencial pelo Congresso, a área econômica conseguiu incluir um dispositivo obrigando o governo a enviar ao parlamento, até 15 de setembro, um plano de redução dos benefícios tributários para 2% do PIB até 2029. Metade do corte teria que ocorrer nos 12 meses seguintes à aprovação do texto. Ficaram isentos das tesouradas alguns dos maiores subsídios concedidos pelo governo: Zona Franca de Manaus, Simples e MEI (Microempreendedor Individual), cesta básica, entre outros - o que representa em torno da metade dos benefícios concedidos atualmente. VÍDEOS: notícias sobre política
Veja Mais

26/07 - Educação Financeira #151: como a informação pode evitar o superendividamento
Nova lei altera o código de defesa do consumidor, aumenta a proteção de quem não consegue mais pagar suas dívidas e estimula a educação financeira entre a população. A Lei do Superendividamento foi sancionada no início do julho e traz uma série de medidas para aumentar a proteção de quem não consegue mais pagar suas dívidas. A lei chega em um momento crítico, com 69,7% das famílias brasileiras endividadas, segundo a Confederação Nacional do Comércio. Neste episódio, o podcast Educação Financeira explica como a lei funciona e como ela poderá ajudar na recuperação financeira de muitos consumidores e também como vai promover uma maior consciência sobre o uso do crédito. Para falar sobre a importância dessa consciência na hora de comprar e pegar novos financiamentos, o G1 convidou Adriana Ricci, assessora de investimentos e gestora da SHS, e Bruna Allemann, educadora financeira da Acordo Certo. Logo podcast Educação Financeira - matéria Comunicação/Globo O que são podcasts? Podcasts são episódios de programas de áudio distribuídos pela internet e que podem ser apreciados em diversas plataformas — inclusive no G1, no GE.com e no Gshow, de modo gratuito. Os conteúdos podem ser ouvidos sob demanda, ou seja, quando e como você quiser! Geralmente, os podcasts costumam abordar um tema específico e de aprofundamento na tentativa de construir um público fiel.
Veja Mais

26/07 - Bitcoin dispara e volta a se aproximar de US$ 40 mil
Gigantes da tecnologia parecem se interessar novamente pela volátil criptomoeda e estariam impulsionando o movimento. O valor do bitcoin disparou nesta segunda-feira (26) e voltou a se aproximar do patamar de US$ 40 mil, no momento em que os gigantes da tecnologia parecem se interessar novamente pela volátil criptomoeda. Bitcoin: entenda o que é e os riscos de investir Por volta das 8h30, o bitcoin ganhava 11,73%, nos US$ 38.472, segundo dados da Coindesk. Mais cedo, chegou a alcançar US$ 39.544. Na semana passada, a criptomoeda recuou abaixo de US$ 30 mil pela primeira vez em um mês. A alta repentina parece ter sido influenciada por um anúncio de trabalho na Amazon para uma posição relacionada a criptomoedas, que fez surgir especulações sobre um possível envolvimento da gigante do varejo nesse setor. A empresa estaria procurando por um executivo para desenvolver uma 'estratégia de blockchain e moedas digitais', segundo a Bloomberg. Bitcoin: Saiba o que é e como funciona a mais popular das criptomoedas O cofundador e CEO da Tesla, Elon Musk, também afirmou que o grupo poderá voltar a aceitar a criptomoeda como forma de pagamento, apontou a France Presse. As movimentações e declarações de Musk têm sido apontadas como a principal razão para a forte volatilidade recente do bitcoin. Tuítes de Elon Musk voltam a mexer com bitcoin Nenhuma informação fundamental, no entanto, explica o motivo pelo qual o bitcoin saltou cerca de 15% durante a sessão asiática até atingir US$ 39.681. Este é seu valor mais alto desde meados de junho. Agora, após alguns meses de vacas magras, o bitcoin aproveita várias notícias positivas dos últimos dias, e "as compras se multiplicam desde a conferência 'The B Word' da semana passada", disse Fawad Razaqzada, analista da ThinkMarkets, à AFP.
Veja Mais

26/07 - Ações da China e Hong Kong despencam por restrições regulatórias
Bolsas caíram para o nível mais baixo do ano, uma vez que preocupações de investidores com regulações do governo pressionaram os setores de educação, imobiliário e de tecnologia. As ações da China e de Hong Kong caíram com força nesta segunda-feira (26) para o nível mais baixo do ano, uma vez que as preocupações de investidores com regulações do governo pressionaram os setores de educação, imobiliário e de tecnologia. As vendas levaram as ações da Scholar Education Group, listada em Hong Kong, a despencar mais de 45%. As ações em Hong Kong da New Oriental Education & Technology Group Inc caíram mais de 47%. A empresa fornece serviços de tutoria e preparação para testes na China. No mercado acionário da China, o Índice CSI de Educação terminou em baixa de 9,61%, no menor nível de fechamento em 16 meses. As movimentações aconteceram depois do anúncio de Pequim na sexta-feira de novas regras que impedem tutoria para lucro, buscando aliviar a pressão financeira sobre as famílias. As mudanças também restringem o investimento estrangeiro no setor através de fusões e aquisições, entre outros. O fim de semana também trouxe novas medidas regulatórias nos setores de tecnologia e imobiliário, provocando vendas nesses setores nesta segunda-feira. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 3,22%, para o menor nível de fechamento desde dezembro, enquanto o índice de Xangai teve queda de 2,34%, em uma mínima de fechamento de mais de dois meses. Em Hong Kong, o índice Hang Seng index terminou no nível mais baixo desde 22 de dezembro de 2020, em queda de 4,13%. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 1,04%, a 27.833 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 4,13%, a 26.192 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 2,34%, a 3.467 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 3,22%, a 4.925 pontos. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,91%, a 3.224 pontos. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,96%, a 17.403 pontos. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,57%, a 3.138 pontos. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 ficou estável, a 7.394 pontos.
Veja Mais

26/07 - Confiança do consumidor sobe pelo 4º mês, para maior patamar desde outubro
Cenário dos próximos meses vai depender "do avanço da vacinação, do controle das novas cepas para que a confiança continue avançando", alerta pesquisadora. A confiança do consumidor voltou a subir em julho, pelo quarto mês seguido, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (26) pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Com a nova alta, o indicador atingiu o maior patamar desde outubro. Confiança do consumidor - Julho/21 Economia G1 "Há uma melhora das perspectivas futuras, mas o índice que mede a situação atual continua rodando em torno dos 70 pontos, mostrando que apesar do otimismo, os consumidores vem tendo dificuldade de recuperação financeira, principalmente as famílias de menor poder aquisitivo", aponta em nota Viviane Seda Bittencourt, Coordenadora das Sondagens. Ela alerta, ainda, que o cenário dos próximos meses vai depender "do avanço da vacinação, do controle das novas cepas para que a confiança continue avançando". Está endividado? Nova lei protege consumidor e ajuda a pagar dívidas: entenda os pontos Entre os componentes da confiança, houve melhora da percepção dos consumidores sobre as expectativas em relação aos próximos meses, mas uma 'acomodação' da satisfação em relação a situação atual. Enquanto o Índice de Expectativas subiu 2,5 pontos, para 90,8 (maior patamar desde setembro), o Índice de Situação Atual recuou 0,7 ponto, para 70,9.
Veja Mais

26/07 - Alto Tietê reúne mais de 670 vagas para quem busca emprego nesta segunda; veja lista
Vagas são para trabalhar nos municípios de Santa Isabel, Guararema, Ferraz de Vasconcelos, Mogi das Cruzes e Suzano. Alto Tietê tem vagas de trabalho para diversas funções nesta segunda-feira Agência Brasil Os programas de encaminhamento ao emprego do Alto Tietê oferecem 673 vagas de trabalho nesta segunda-feira (26). As oportunidades são para atuar nas cidades de Mogi das Cruzes, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Santa Isabel e Suzano. PATs Os Postos de Atendimento ao Trabalhador de Santa Isabel e Ferraz de Vasconcelos oferecem 123 vagas. Para concorrer é necessário acessar os aplicativos Sine Fácil e CTPS Digital. O e-mail para mais informações é o suporte.sd@sde.sp.gov.br. Vagas de emprego dos Postos de Atendimento ao Trabalhador do Alto Tietê Mogi Conecta A cidade de Mogi das Cruzes tem 344 vagas abertas nesta segunda. As pessoas interessadas devem acessar a plataforma Mogi Conecta para participar. Os telefones para mais informações são 4699-1900, 4699-2784, 4798-6315 ou 97422-4273. Nesta segunda-feira é feriado na cidade por conta do dia da padroeira, Sant'Anna. Os detalhes sobre as vagas em Mogi, como remuneração oferecida e outras exigências, podem ser acessados no site da Prefeitura. Vagas de emprego do programa Mogi Conecta Ferraz de Vasconcelos No Mural de Oportunidades de Ferraz de Vasconcelos há três vagas disponíveis. Os interessados podem encaminhar currículos pelo e-mail empregoagora@ferrazdevasconcelos.sp.gov.br. Mais informações pelo número 4674-7843. Vagas de emprego em Ferraz de Vasconcelos Guararema O Serviço de Atendimento ao Trabalhador (SAT), em Guararema, está com 43 vagas disponíveis. Os interessados podem se candidatar às vagas pelos telefones 4693-1717 e 4693-1432. Vagas de emprego em Guararema Suzano No programa de encaminhamento ao emprego de Suzano há 160 oportunidades. Os interessados podem procurar uma das duas unidades do Centro Unificado de Serviços (Centrus). A central fica na Avenida Paulo Portela, 210. Já o Centrus Norte está localizado na Avenida Francisco Marengo, 2.301, no Jardim Dona Benta. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail suzano.vagas@gmail.com ou pelo telefone 4745-2264. Vagas de emprego em Suzano Assista a mais notícias
Veja Mais

26/07 - Trabalho híbrido veio para ficar, mas profissionais se preocupam com efeitos de trabalhar longe de chefes e colegas
Pesquisa aponta que 34% querem trabalhar de casa três vezes ou mais por semana; 54% afirmaram que se preocupam que aqueles que vão ao escritório com mais regularidade terão tratamento preferencial na empresa. Pesquisa da Accenture, empresa multinacional de consultoria de gestão, tecnologia da informação e outsourcing, mostra que o trabalho híbrido (rodízio entre trabalho presencial e remoto) virou padrã: 52% dos profissionais brasileiros que trabalham de casa querem continuar a fazê-lo pelo menos uma vez por semana. Mas um terço dos entrevistados está preocupado em como a modalidade pode afetar a experiência geral no trabalho. Segundo o levantamento, 34% querem trabalhar de casa três vezes ou mais por semana e 18% querem uma duas vezes por semana. Por outro lado, 54% afirmaram que se preocupam que aqueles que vão ao escritório com mais regularidade terão tratamento preferencial na empresa. Veja outros dados da pesquisa sobre os receios de fazer o rodízio entre trabalho presencial e remoto: Para 46%, será mais difícil colaborar quando alguns colegas estão juntos e outros estão distantes 39% têm medo de que o relacionamento com os colegas seja prejudicado se trabalhar mais de casa no longo prazo 33% têm medo de que a cultura da empresa se torne menos inclusiva como resultado de trabalhar em casa 31% têm medo de que trabalhar em casa por um longo prazo tenha um impacto negativo na progressão na carreira 31% estão preocupados que o gerente não verá a extensão total das suas contribuições Outro dado da pesquisa mostra que 60% dos entrevistados relataram que o empregador redesenhou ou irá redesenhar sua função para se ajustar a novas formas de trabalho. O papel do escritório será mais relacionado à colaboração do que ao trabalho individual e, embora o trabalho individual continue a ser uma atividade importante no escritório, diferentes formas de colaboração e networking terão prioridade, mudando os requisitos de espaço de escritório no futuro. Segundo a pesquisa, o modelo híbrido de trabalho não significa trabalhar apenas no escritório e em casa – 47% dos entrevistados disseram que se sentem mais produtivos em um espaço de trabalho compartilhado perto de casa e querem trabalhar dessa forma pelo menos uma vez por semana. O levantamento contou com a participação de 9.653 pessoas em 19 países, sendo que 512 são brasileiros. Outra pesquisa aponta maior adesão à modalidade Outra pesquisa realizada pela Accenture mostra que, para 83% dos entrevistados, o ideal é contar com um modelo de trabalho híbrido, em que os indivíduos têm a capacidade de trabalhar remotamente entre 25% e 75% do tempo. A pesquisa, que ouviu em março 9.326 trabalhadores em 11 países, incluindo o Brasil, aponta que 40% dos entrevistados sentem que podem ser produtivos e saudáveis em qualquer lugar, seja totalmente remoto, seja baseado num local específico, ou em uma combinação de ambos. Mas encontrar um modelo híbrido que funcione para todas as gerações pode ser um desafio: três em cada quatro pesquisados da geração Z (74%) querem mais oportunidades para colaborar com os colegas cara a cara, uma porcentagem maior do que os da geração X (66%) e baby boomers (68%). O relatório mostra ainda que o que separa os trabalhadores produtivos de qualquer lugar (40%) daqueles que estão desconectados e frustrados (8%) não é o estresse, mas se eles têm os recursos certos do ponto de vista individual e organizacional para ajudá-los a serem produtivos de qualquer lugar. Esses recursos variam de autonomia de trabalho e saúde mental positiva à liderança de apoio e uma organização digitalmente madura. As organizações que permitem que uma força de trabalho resiliente seja mais produtiva e saudável em qualquer lugar também estão colhendo benefícios financeiros: 63% das empresas com alto crescimento de receita já possibilitaram modelos de trabalho de qualquer lugar, em que os funcionários têm a opção de trabalhar remotamente ou no local. A maioria (69%) das empresas com crescimento negativo ou sem crescimento ainda está focada em onde as pessoas vão trabalhar fisicamente. "As pessoas que têm a opção de trabalhar em um modelo híbrido são mais capazes de gerenciar os desafios de saúde mental, têm relacionamentos de trabalho mais fortes e planejam ficar com suas empresas por muito tempo", diz Patrícia Feliciano, diretora de Talento e Organização da Accenture na América Latina. "Muitas conversas sobre o futuro do trabalho giram em torno da localização, mas os líderes precisam perguntar como desbloquear o potencial das pessoas em qualquer lugar."
Veja Mais

26/07 - Emprego: confira 513 vagas ofertadas pela Agência do Trabalho em 20 cidades nesta segunda-feira
Há oportunidades para assistente jurídico, cozinheiro, auxiliar administrativo e garçom, entre outros postos de trabalho. Salários informados chegam a R$ 3 mil. Confira algumas oportunidades de emprego em Jaboatão Profissionais em busca de emprego têm 513 vagas disponíveis através das 29 unidades da Agência do Trabalho, da Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco (Seteq). As oportunidades desta segunda-feira (26) foram disponibilizadas em 20 municípios (veja vídeo acima). Do total, 65 vagas são temporárias e outras nove foram reservadas para pessoas com deficiência. Camareira de hotel, auxiliar de limpeza, eletricista, técnico em contabilidade, padeiro, manicure, estoquista e confeiteiro estão entre os postos de trabalho ofertados nas cidades (confira lista completa mais abaixo). Vagas desta segunda-feira (26) foram ofertadas em 20 municípios Divulgação/prefeitura de Rio das Ostras As vagas foram disponibilizadas no Recife (61) e em Araripina (14), Arcoverde (5), Belo Jardim (1), Bezerros (4), Cabo de Santo Agostinho (64), Caruaru (27), Garanhuns (4), Goiana (69), Igarassu (15), Ipojuca (52), Nazaré da Mata (4), Palmares (62), Paudalho (2), Paulista (3), Pesqueira (76), Petrolina (12), Santa Cruz do Capibaribe (12), Salgueiro (16) e Serra Talhada (10). Os interessados devem realizar agendamento para as unidades da Agência do Trabalho através do site da Seteq. Vagas de emprego Vagas para pessoas com deficiência Vagas temporárias Carteira digital Atualmente, o trabalhador pode usar a versão digital da carteira de trabalho (veja vídeo abaixo): Veja como ter acesso à carteira de trabalho digital Vídeos de PE mais vistos nos últimos 7 dias
Veja Mais

26/07 - Veja as vagas de emprego oferecidas em Petrolina, Araripina e Salgueiro nesta segunda-feira
Os interessados nas oportunidades podem entrar em contato com a Seteq através da internet. Carteira de Trabalho Divulgação/prefeitura de Rio das Ostras Foram divulgadas as vagas de emprego disponíveis nesta segunda-feira (26) em Petrolina, Araripina e Salgueiro, no Sertão de Pernambuco. As oportunidades são disponibilizadas pela Agência do Trabalho de Pernambuco e atualizadas no G1 Petrolina. Os interessados nas oportunidades podem entrar em contato com a Seteq através da internet. O atendimento na Agência do Trabalho ocorre apenas com agendamento prévio, feito tanto pelo site da secretaria, quanto pelo Portal Cidadão. Petrolina Contato: (87) 3866 - 6540 Vagas disponíveis Salgueiro Contato: (87) 3871-8467 Vagas disponíveis Araripina Contato: (87) 3873 - 8381 Vagas disponíveis Vídeos: mais assistidos do Sertão de PE
Veja Mais

26/07 - País tem 130 concursos públicos com inscrições abertas para mais de 26,6 mil vagas; veja lista
Cargos são para todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 50.000,00 no processo seletivo aberto pela Prefeitura de Amaturá (AM). Concursos públicos: saiba como ler editais Pelo menos 130 concursos públicos estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (26) no país, reunindo uma oferta de mais de 26,6 mil vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 50.000,00 no processos seletivo aberto pela Prefeitura de Amaturá (AM). É preciso verificar o Edital de Chamamento Público 001/2021 no dia 21 do Diário Oficial do município. CONFIRA AQUI A LISTA COMPLETA DE CONCURSOS Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva – ou seja, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso (Clique no vídeo acima para aprender a ler editais). Nesta semana terminam as inscrições para o concurso do Banco do Brasil, que oferece 4.480 vagas em todo o país. As inscrições vão até o dia 28 de julho. LEIA TAMBÉM Currículo para primeiro emprego: veja dicas, como montar e baixe modelos Experiência, formação, habilidades: veja fatores que mais influenciam na escolha de candidatos a emprego Nesta segunda-feira (26), ao menos 10 órgãos abrem o prazo de inscrições para quase 300 vagas. Veja abaixo as informações de cada concurso: Exército Brasileiro Inscrições: até 02/08/2021 2 vagas Salários de até R$ 5.362,34 Cargos de nível médio Veja o edital Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip) Inscrições: até 03/08/2021 25 vagas Salários de até R$ 7.925,79 Cargos de nível médio, técnico e superior Veja o edital Marinha do Brasil Inscrições: até 15/08/2021 37 vagas Salários de até R$ 9.070,60 Cargos de nível superior Veja o edital Prefeitura de Afonso Cláudio (ES) Inscrições: até 01/08/2021 8 vagas Salários de até R$ 1.400,00 Cargos de médio Veja o edital Prefeitura de Alegre (ES) Inscrições: até 27/07/2021 24 vagas Salários de até R$ 2.229,47 Cargos de nível médio e superior Veja o edital Prefeitura de Piraquara (PR) Inscrições: até 09/08/2021 8 vagas Salários de até R$ 1.383,05 Cargos de nível fundamental e médio Veja o edital Prefeitura de Tijucas do Sul (PR) Inscrições: até 13/08/2021 27 vagas Salários de até R$ 5.459,16 Cargos de nível fundamental, médio, técnico e superior Veja o edital Prefeitura de Uruana (GO) Inscrições: até 30/07/2021 52 vagas Salários de até R$ 1.550,00 Cargos de nível fundamental e médio Veja o edital Universidade Estadual do Paraná (Unespar) Inscrições: até 08/08/2021 113 vagas Salários de até R$ 8.372,75 Cargos de nível superior Veja o edital Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) Inscrições: até 25/08/2021 2 vagas Salários de até R$ 9.616,18 Cargos de nível superior Veja o edital
Veja Mais

26/07 - Região de Campinas inicia semana com 795 vagas de emprego abertas; veja oportunidades
Ofertas de trabalho estão distribuídas em 13 cidades. Do total de vagas, 26 são exclusivas para pessoas com deficiência (PCD). Região de Campinas (SP) oferece 795 vagas em 13 cidades nesta segunda-feira (26) Divulgação / Governo de Goiás Os Postos de Atendimento ao Trabalhador (PATs) de 13 cidades da região de Campinas (SP) abrem a semana com 795 vagas de emprego em aberto. As pessoas interessadas podem se candidatar a partir desta segunda-feira (26). Indaiatuba, com 173 vagas, e Americana, com 134 vagas, são os municípios com mais oportunidades. Do total de vagas oferecidas, 26 são exclusivas para pessoas com deficiência (PCD) nas cidades de Campinas, Espírito Santo do Pinhal, Indaiatuba, Itapira, Mogi Guaçu e Vinhedo. Os municípios de Itapira, Mogi Mirim e Serra Negra não especificaram a quantidade de vagas para cada cargo, por isso, o número de ofertas de trabalho pode ser superior a 795. Confira o número de vagas por cidade: Americana - 134 vagas Campinas - 98 vagas Espírito Santo do Pinhal - 26 vagas Indaiatuba - 173 vagas Itapira - 36 cargos Jaguariúna - 52 vagas Mogi Guaçu - 104 vagas Mogi Mirim - 16 cargos Monte Mor - 15 vagas Serra Negra - 28 cargos Sumaré - 29 vagas Valinhos - 62 vagas Vinhedo - 22 vagas As vagas disponíveis nas unidades são para diversos níveis de escolaridade e destinadas a candidatos de todos os gêneros. Por conta da pandemia da Covid-19, alguns PATs possuem apenas o serviço virtual como possibilidade de atendimento. Veja abaixo. Americana Nesta segunda-feira (26), o Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Americana (SP) oferece 134 vagas em 51 postos de trabalho. O balanço atualizado foi enviado pela assessoria de imprensa às 15h10, desta sexta-feira (23). Confira a lista completa abaixo: Açougueiro (a) - 2 vagas; Agente de negócios - 20 vagas; Ajudante de eletricista - 1 vaga; Ajudante de montagem - 1 vaga; Ajudante de obras - 2 vagas; Ajudante de pedreiro - 4 vagas; Ajudante de produção - 1 vaga; Ajudante geral - 1 vaga; Assistente de departamento pessoal - 1 vaga; Auxiliar administrativo - 1 vaga; Auxiliar de limpeza - 1 vaga; Auxiliar de padeiro - 1 vaga; Auxiliar de produção - 30 vagas; Balconista em floricultura - 2 vagas; Caldeireiro (a) - 2 vagas; Casal de caseiros (a) - 1 vaga; Costureiro (a) - 2 vagas; Desenvolvimento de sistemas e web designer - 1 vaga; Eletricista júnior - 1 vaga; Engrupador (a) têxtil - 1 vaga; Jardineiro (a) - 1 vaga; Maçariqueiro (a) - 3 vagas; Mecânico (a) de autos - 1 vaga; Mecânico (a) de manutenção - 1 vaga; Montador (a) de painéis (equipamentos elétricos) - 2 vagas; Motorista de ônibus e micro-ônibus - 1 vaga; Oficial de serviços gerais - 2 vagas; Operador (a) de acabamento de máquinas têxteis - 1 vaga; Operador (a) de armazém - 20 vagas; Operador (a) de máquinas convencionais - 1 vaga; Operador (a) de varredeira empilhadeira - 1 vaga; Operador (a) de trator de esteira - 1 vaga; Pedreiro (a) - 4 vagas; Produção de montagem de móveis - 1 vaga; Programador (a) de centro de usinagem - 1 vaga; Programador (a) e operador (a) torno CNC - 1 vaga; Serralheiro (a) de esquadrias de alumínio - 1 vaga; Soldador (a) - 1 vaga; Supervisor (a) de pizzaria - 1 vaga; Tecelão (a) - 1 vaga; Tecelão (a) de tear circular - 1 vaga; Tecelão (a) de teares a jato de ar picanol - 1 vaga; Técnico (a) de informática interno - 1 vaga; Técnico (a) de instalação - 1 vaga; Técnico (a) de manutenção - 1 vaga; Urdidor (a) - 1 vaga; Vendedor (a) de esquadrias de alumínio - 1 vaga; Vendedor (a) externo - 1 vaga; Vendedor (a) externo - 1 vaga; Vendedor (a) interno - 1 vaga; Vendedor (a) interno - 2 vagas. Serviço PAT Americana Como se candidatar: Apesar do PAT continuar atendendo presencialmente, os currículos devem ser cadastrados online. Endereço físico: Rua Anhanguera, n° 16, Centro. Horário de funcionamento: 9h às 17h. Endereço virtual: site do PAT. Telefone: 3475-3559. Campinas O CPAT de Campinas (SP) conta com 98 vagas nesta segunda-feira (26). As oportunidades estão distribuídas em 47 cargos. Destas, 21 são exclusivas para Pessoas com Deficiência (PCD). O levantamento feito pelo G1 considera as atualizações feitas na página até sábado (24), às 15h. Confira as vagas: Atendente de informações (telemarketing) - 2 vagas exclusivas para PCD; Ajudante de obras - 5 vagas; Analista de exportação e importação - 1 vaga; Armador (a) de ferragens na construção civil - 2 vagas; Armador (a) de ferro -2 vagas; Atendente de loja de aquários - 2 vagas; Auxiliar administrativo (a) - 6 vagas exclusivas para PCD; Auxiliar de laboratório de análises físico-químicas - 1 vaga exclusiva para PCD; Auxiliar de limpeza para obras -1 vaga; Auxiliar de manutenção predial - 2 vagas; Azulejista - 1 vaga; Carpinteiro (a) de obras - 2 vagas; Costureiro (a) de máquina overloque e galoneira - 2 vagas; Costureiro (a) de máquinas industriais - 1 vaga; Costureiro (a) de máquinas industriais na confecção de jaquetas - 1 vaga; Costureiro (a) geral - 2 vagas; Eletricista com NR10 - 1 vaga; Eletricista de instalações - 1 vaga; Eletricista de manutenção industrial com NR10 - 1 vaga; Eletricista de rede - 1 vaga; Encanador (a) - 3 vagas; Enfermeiro (a) - 1 vaga exclusiva para PCD; Estagiário (a) auxiliar contábil - 1 vaga; Gesseiro (a) - 1 vaga; Jardineiro (a) - 1 vaga; Marceneiro (a) - 1 vaga; Mecânico (a) de manutenção de máquinas industriais - 1 vaga; Modelista de roupas -1 vaga; Motorista carreteiro (a) - 1 vaga; Motorista de caminhão - 1 vaga; Motorista de caminhão-guincho pesado - 1 vaga; Motorista entregador (a) -1 vaga; Motorista operador (a) de bomba de concreto - 2 vagas; Operador (a) de bomba de concreto - 2 vagas; Operador (a) de máquina - 4 vagas; Operador (a) de motosserra - 4 vagas; Operador (a) de processo de produção laboratorial - 4 vagas exclusivas para PCD; Operador (a) de roçadeira - 4 vagas; Operador (a) de telemarketing bilíngue (espanhol) - 5 vagas; Pedreiro (a) - 7 vagas; Pintor (a) de obras - 1 vaga; Porteiro (a) - 4 vagas exclusivas para PCD; Serralheiro (a) - 1 vaga; Servente de limpeza - 1 vaga; Técnico (a) de enfermagem - 1 vaga exclusiva para PCD; Técnico (a) de sistema de automação industrial - 1 vaga; Técnico (a) de manutenção de máquinas - 1 vaga; Técnico (a) em patologia clínica - 1 vaga exclusiva para PCD; Vendedor (a) externo (a) 4 vagas. Serviço CPAT Campinas Como se candidatar: o atendimento presencial na metrópole é realizado em três unidades. É necessário fazer agendamento prévio pelo Portal do Cidadão. Documentos exigidos: indicados conforme o agendamento. Endereço virtual para consulta de vagas: CPAT Campinas. Unidades Centro: Avenida Campos Salles, 427, Centro. Atende de segunda à sexta, das 7h30 às 16h30. Na última sexta-feira do mês, encerra as atividades às 12h. Ouro Verde: Avenida Ruy Rodrigues, 3.900, Parque Universitário (shopping Spazio Ouro Verde, 1º andar). Atende de segunda à sexta, das 8h às 16h e fecha às 11h na última sexta-feira do mês. Campo Grande: Rua Manoel Machado Pereira, 902, Parque Valença 1 (em frente à Praça da Concórdia). Funciona de segunda à sexta, das 8h às 16h. Na última sexta-feira do mês, encerra o expediente às 11h. Espírito Santo do Pinhal O PAT de Espírito Santo do Pinhal (SP) está com 26 vagas abertas em 15 postos de trabalho, sendo uma delas exclusiva para PCDs. O balanço foi enviado às 11h50, desta sexta-feira (23), pela assessoria de imprensa. Confira a lista completa abaixo: Analista de importação e exportação - 1 vaga; Assistente comercial - 1 vaga; Assistente técnico em manutenção de máquinas agrícolas - 1 vaga; Atendente de padaria - 1 vaga; Auxiliar de linha de produção - 1 vaga exclusiva PCD; Costureiro (a) de máquinas industriais - 1 vaga; Garçom/ Garçonete - 1 vaga; Manicure - 1 vaga; Montador (a) de máquinas - 10 vagas; Operador (a) de máquinas fixas com comando numérico - 1 vaga; Operador (a) de torno CNC - 1 vaga; Padeiro (a) - 1 vaga; Pintor (a) industrial - 1 vaga; Soldador (a) com solda TIG - 1 vaga; Vendedor (a) de planos de internet - 3 vagas. Serviço PAT Espírito Santo do Pinhal Como se candidatar: O currículo deve ser enviado para o e-mail do PAT, com o CPF e a vaga de interesse detalhados no assunto da mensagem. Endereço físico: Avenida Oliveira Mota, n° 1, Centro. Endereço virtual: site do PAT. Horário de funcionamento: 8h às 16h. Documentos exigidos: Número do CPF e currículo. E-mail para envio dos currículos: vagas.patpinhal@gmail.com. Telefone: 3661-2114. Indaiatuba Indaiatuba (SP) oferece 173 vagas em 96 postos de trabalho nesta segunda-feira (26). O levantamento considera as atualizações enviadas pela assessoria de imprensa na última sexta-feira (23) às 15h30. Confira as oportunidades: Açougueiro (a) - 3 vagas; Ajudante de cozinha - 3 vagas; Ajudante de carga e descarga de mercadoria - 2 vagas; Ajudante de lavador de automóvel - 1 vaga; Analista de logística e transporte - 1 vaga exclusiva para PCD; Assistente de prevenção de perda - 2 vagas; Assistente de vendas - 1 vaga; Atendente de lanchonete - 1 vaga; Auxiliar administrativo (a) - 1 vaga; Auxiliar de almoxarifado - 1 vaga; Auxiliar de cozinha - 6 vagas; Auxiliar de jardinagem na conservação de vias permanentes - 3 vagas; Auxiliar de linha de produção - 3 vagas; Auxiliar de logística - 2 vagas; Auxiliar de marceneiro - 1 vaga; Auxiliar de mecânico de autos - 1 vaga; Ajudante de obras - 1 vaga; Auxiliar operacional de logística - 1 vaga; Caldeireiro (a) (chapas de ferro e aço) - 1 vaga; Caldeireiro (a) montador (a) - 3 vagas; Carpinteiro (a) - 2 vagas; Cartazeiro (a) - 2 vagas; Chapista de lanchonete - 1 vaga; Cobrador (a) externo (a) - 2 vagas; Coletor (a) de lixo domiciliar - 1 vaga; Consultor (a) de vendas - 1 vaga; Cozinheiro (a) geral - 4 vagas; Desenhista copista - 2 vagas; Eletricista - 2 vagas; Eletricista de instalações de veículos automotores - 1 vaga; Empregado (a) doméstico (a) nos serviços gerais - 1 vaga; Encanador (a) industrial - 1 vaga; Encarregado (a) eletricista de instalações - 2 vagas; Encarregado (a) de frios - 2 vagas; Encarregado (a) de supermercado - 4 vagas; Estoquista - 4 vagas; Ferramenteiro (a) - 1 vaga; Fiscal de prevenção de perdas - 2 vagas; Fresador (a) (fresadora universal) - 1 vaga; Funileiro (a) de automóveis (reparação) - 1 vaga; Garçom/Garçonete - 1 vaga; Gerente administrativo (a) de lanchonete - 2 vagas; Inspetor (a) de qualidade - 1 vaga; Instalador (a) de sistemas eletroeletrônicos de segurança - 1 vaga; Instrutor (a) no Ensino Médio - 1 vaga; Lavador (a) de automóveis - 1 vaga; Marceneiro (a) - 1 vaga; Mecânico (a) ajustador (a) - 1 vaga; Mecânico (a) de auto em geral - 1 vaga; Mecânico (a) eletricista de automóveis - 1 vaga; Mecânico (a) de manutenção de máquina industrial - 2 vagas; Mecânico (a) montador (a) - 3 vagas; Montador (a) de andaimes (edificações) - 1 vaga; Montador (a) de aparelhos elétricos - 1 vaga; Montador (a) de automóveis - 1 vaga; Montador (a) de equipamentos de telecomunicações - 1 vaga; Montador (a) de estruturas metálicas - 1 vaga; Montador (a) soldador (a) - 1 vaga; Motorista de caminhão - 4 vagas; Motorista carreteiro (a) - 1 vaga; Nutricionista - 2 vagas; Oficial de manutenção predial - 2 vagas; Oficial de serviços gerais na manutenção de edificações - 5 vagas; Operador (a) de empilhadeira - 3 vagas; Operador (a) de furadeiras -1 vaga; Operador (a) de injetora de plástico -1 vaga; Operador (a) de máquina de usinagem madeira, em geral - 1 vaga; Operador (a) de seccionadora - 1 vaga; Operador (a) de sistemas de informática (teleprocessamento) - 2 vagas; Operador (a) de tesoura mecânica e máquina de corte, no acabamento de chapas e metais -1 vaga; Operador (a) de torno com comando numérico - 2 vagas; Pedreiro (a) - 1 vaga; Pintor (a) de automóveis - 1 vaga; Pintor (a) industrial - 2 vagas; Pintor (a) de veículos (reparação) -1 vaga; Pizzaiolo (a) - 1 vaga; Preparador (a) de torno automático - 1 vaga; Repositor (a) em supermercados - 3 vagas; Serralheiro (a) - 1 vaga; Serralheiro (a) Industrial - 1 vaga; Servente de obras - 1 vaga; Soldador (a) - 3 vagas; Supervisor (a) de atendimento (caixas e bilheteiros) - 2 vagas; Tapeceiro (a) de autos - 1 vaga; Técnico (a) analista de programação - 1 vaga; Técnico (a) em segurança do trabalho - 1 vaga; Técnico (a) de suporte ao usuário de tecnologia da informação - 1 vaga; Torneiro (a) CNC - 1 vaga; Torneiro ferramenteiro (a) - 1 vaga; Torneiro (a) mecânico (a) - 2 vagas; Tratorista operador (a) de roçadeira - 3 vagas; Vendedor (a) - 8 vagas; Vendedor (a) pracista (externo) - 1 vaga; Vendedor (a) de serviços - 10 vagas; Vidraceiro (a) - 1 vaga; Vigilante - 1 vaga. Serviço PAT Indaiatuba Como se candidatar: interessados devem ligar no posto e indicar o cargo desejado. Endereço físico: Rua 24 de Maio, 1.670. Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 8h às 15h. Documentos exigidos: carteira de trabalho e currículo. E-mail: adriana.gimenes@indaiatuba.sp.gov.br. Telefone: (19) 3816-9252. Itapira O PAT de Itapira (SP) tem vagas abertas para 36 ocupações, mas não especificou a quantidade por posto de trabalho. A informação foi enviada via assessoria de imprensa na sexta-feira (23), às 15h30. Confira os cargos: Apontador (a); Armador (a); Auxiliar de departamento pessoal; Auxiliar de expedição; Auxiliar de manutenção; Auxiliar de produção; Auxiliar de logística/ produção - vaga exclusiva para PCD; Campeiro (a); Caseiro (a); Desenhista técnico (a) mecânico (a); Eletricista de manutenção; Eletricista industrial; Empregado (a) doméstico (a); Esteticista; Feitor (a); Ferramenteiro (a); Greidista; Mecânico (a); Mecânico (a) de manutenção; Motorista demonstrador (a); Operador (a) de escavadeira; Operador (a) de motoniveladora; Operador (a) de pá carregadeira; Operador (a) de rolo; Operador (a) de plaina; Operador (a) de torno CNC; Pedreiro (a); Pintor (a); Piscineiro (a); Promotor (a) de venda; Serviços gerais; Soldador (a); Torneiro mecânico (a); Tratorista; Vendedor (a) externo (a); Vigilante patrimonial. Serviço PAT Itapira Como se candidatar: por e-mail em postoatendimentoitapira@gmail.com. Endereço: Rua Vitorio Copos, 122, Jardim Soares. Horário de funcionamento: segunda à sexta, das 8h às 16h30. Documentos exigidos: enviar currículo, número do PIS e vaga pretendida. Telefone: (19) 3843-4564. Jaguariúna O PAT de Jaguariúna (SP) conta com 52 vagas abertas nesta segunda-feira (26). As oportunidades são para 40 cargos. O balanço do G1 considera a informação enviada via assessoria de imprensa nesta sexta-feira (02) às 14h. Confira as vagas: ½ oficial de cozinha - 2 vagas; Açougueiro (a) - 1 vaga; Ajudante de carga e descarga - 2 vagas; Ajudante de cozinha - 2 vagas; Ajudante de obra - 1 vaga; Assistente administrativo - 1 vaga; Auxiliar contábil - 1 vaga; Auxiliar de compras - 1 vaga; Auxiliar de departamento pessoal - 1 vaga; Auxiliar de limpeza - 3 vagas; Auxiliar de manutenção predial - 2 vagas; Auxiliar de produção - 2 vagas; Barbeiro (a) - 1 vaga; Barman - 1 vaga; Caldeireiro (a) montador - 1 vaga; Carpinteiro (a) - 1 vaga; Caseiro (a) - 1 vaga; Doméstico (a) - 2 vagas; Garçom/Garçonete - 1 vaga; Impressor (a) flexográfico (a) - 1 vaga; Maçariqueiro (a) - 1 vaga; Mecânico (a) de máquinas pesadas - 1 vaga; Montador (a) de veículos - 1 vaga; Operador (a) de estação de tratamento de água e caldeira - 1 vaga; Operador (a) de jato abrasivo - 1 vaga; Operador (a) de máquinas - 1 vaga; Operador (a) de produção - 3 vagas; Operador (a) de riscadora - 1 vaga; Pedreiro (a) - 1 vaga; Pizzaiolo (a) - 1 vaga; Preparador (a) de veículos - 1 vaga; Recepcionista - 1 vaga; Serralheiro (a) - 1 vaga; Soldador (a) - 2 vagas; Técnico (a) em enfermagem - 1 vaga; Técnico (a) de instalação de TV/internet - 1 vaga; Técnico (a) mecânico (a) - 1 vaga; Técnico (a) em segurança do trabalho - 2 vagas; Tratorista - 1 vaga; Tosador (a) - 1 vaga. Serviço PAT Jaguariúna Como se candidatar: atendimento presencial com agendamento prévio pelo site. Endereço físico: Rua Coronel Amâncio Bueno, 810, Centro. Horário de funcionamento: segunda à sexta, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30. Documentos exigidos: carteira de trabalho, RG, CPF e currículo atualizado. Endereço virtual: Prefeitura de Jaguariúna. Mogi Guaçu Mogi Guaçu (SP) informou, por meio da assessoria de imprensa, ter 104 vagas de trabalho disponíveis em 39 ocupações. O balanço considera atualização até sexta-feira (16), às 16h. As oportunidades são: Agente de faturamento - 1 vaga exclusiva para PCD; Agente de negócios - 20 vagas; Ajudante de açougueiro - 2 vagas; Ajudante montagem de móveis - 1 vaga; Assistente de mercearia - 1 vaga; Atendente de balcão - 1 vaga exclusiva para PCD; Auxiliar administrativo - 1 vaga; Auxiliar de laminação de fibras de vidro - 3 vagas; Auxiliar de limpeza - 5 vagas; Auxiliar de mecânico a diesel - 1 vaga; Caldeireiro (a) - 5 vagas; Captador (a) de imóveis - 2 vagas; Chefe de cozinha - 1 vaga; Consultor (a) de vendas - 6 vagas; Cuidador (a) de idosos - 1 vaga; Eletricista de alta tensão - 2 vagas; Estagiário (a) de logística - 2 vagas; Fresador (a) - 1 vaga; Instalador (a) de alarmes - 3 vagas; Instalador (a) de sistemas eletrônicos de segurança - 1 vaga; Instrutor (a) de autoescola - 1 vaga; Lavador (a) de carros - 1 vaga; Mecânico (a) de automóvel - 2 vagas; Mecânico (a) de empilhadeira - 1 vaga; Mecânico (a) de manutenção de automóveis - 2 vagas; Mecânico (a) de veículos automotores a diesel - 1 vaga; Montador (a) mecânico (a) hidráulico - 1 vaga; Operador (a) de caixa - 1 vaga exclusiva para PCD; Operador (a) de centro de usinagem com comando numérico - 2 vagas; Operador (a) de máquinas usinagem e madeiras em geral - 3 vagas; Operador (a) de torno CNC - 5 vagas; Padeiro (a) - 1 vaga; Pedreiro (a) - 2 vagas; Polidor (a) de veículos - 1 vaga; Projetista de tubulação - 1 vaga; Serralheiro (a) - 1 vaga; Supervisor (a) de açougue - 1 vaga; Vendedor (a) de consórcio - 5 vagas; Vendedor (a) externo (a) - 12 vagas. Serviço PAT Mogi Guaçu Como se candidatar: presencialmente. Endereço: Rua São José, 49, Vila Julia. Horário de funcionamento: segunda à sexta, das 8h às 16h e atendimento interno até às 17h. Documentos exigidos: RG, CPF, Carteira de Trabalho. E-mail e site: divulgação no site da Prefeitura e patmogiguacu@sde.sp.gov.br. Telefone: (19) 3841-7323 e 3891-5300. Mogi Mirim O PAT de Mogi Mirim (SP) tem vagas abertas para 16 cargos, mas não especificou a quantidade por posto de trabalho. A informação foi enviada via assessoria de imprensa na sexta-feira (23), às 16h. Confira as ofertas: Assistente financeiro; Auxiliar de expedição; Auxiliar de logística; Auxiliar de produção; Auxiliar de recursos humanos; Auxiliar operacional de instalação; Eletricista; Gerente de logística; Jornalista; Padeiro (a); Pedreiro (a); Promotor (a) de vendas; Soldador (a); Técnico (a) em manutenção de elevadores; Técnico (a) em meio ambiente; Técnico (a) em segurança do trabalho. Serviço PAT Mogi Mirim Como se candidatar: comparecer ao PAT com os documentos exigidos. Endereço físico: Avenida Adib Chaib, 2250, Centro (Espaço Cidadão). Horário de funcionamento: segunda à sexta, das 7h30 às 16h. Documentos exigidos: carteira de trabalho, RG, CPF e currículo. E-mail: patmogimirim@sde.sp.gov.br. Telefone: (19) 3877 3079. Monte Mor Monte Mor (SP) informou, por meio de assessoria de imprensa, ter 15 vagas em 12 cargos. O balanço considera atualização até sexta-feira (23), às 9h. As vagas são: Assistente de compras - 1 vaga; Assistente de TI - 1 vaga; Auxiliar do comércio - 1 vaga; Comprador (a) - 1 vaga; Conferente - 1 vaga; Eletricista predial - 1 vaga; Motorista carga e descarga - 1 vaga; Operador (a) de caixa depósito - 1 vaga; Operador (a) de transpaleteira elétrica - 2 vagas. Recuperador (a) de crédito - 2 vagas; Supervisor (a) de SAC - 1 vaga; Vendedor (a) trabalho interno - 2 vagas. Serviço PAT Monte Mor Como se candidatar: por meio do e-mail. Endereço: Avenida Jânio Quadros, 1.597, Jardim Santo Antônio. Horário de funcionamento: das 8h às 17h. Documentos exigidos: enviar o currículo pelo e-mail com vaga de interesse no assunto da mensagem. E-mail: pat.empresas@montemor.sp.gov.br. Telefone: (19) 99328-2501. Serra Negra A Prefeitura de Serra Negra (SP) informou, por meio de assessoria de imprensa, ter 28 cargos de empregos disponíveis, mas não disponibilizou a quantidade de vagas em cada um. O balanço considera a atualização até sexta-feira (23), às 9h. Os cargos são: Ajudante de governança; Auxiliar de cozinha; Auxiliar de engarrafamento; Balconista; Caixa e serviços manuais externos; Campeiro (a); Cargueiro (a) (carregamento de água); Caseiro (a); Chefe de cozinha; Colhedor (a) de café; Costureira; Cozinheiro (a); Enfermeiro (a); Estagiário (a) em tecnologia da informação; Garçom/Garçonete; Manicure; Moldureiro (a); Motorista de caminhão truck; Pizzaiolo (a); Recepcionista de hotel; Técnico (a) de controle de pragas do café; Técnico (a) de enfermagem; Técnico (a) de irrigação do café; Técnico (a) de segurança do trabalho; Trabalhador (a) rural em horta orgânica; Tratorista; Vendedor (a) loja cosméticos; Vendedor(a)/projetista. Serviço PAT Serra Negra Como se candidatar: os interessados devem comparecer no Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT). Endereço: Rua José Bonifácio, 283, no Centro. Horário de funcionamento: segunda, quarta e sexta-feira, 9h às 14h. Documentos exigidos: RG, CPF, carteira de trabalho e currículo. E-mail: pat.snegra@gmail.com. Telefone: (19) 3842-2514. Sumaré A Prefeitura de Sumaré (SP) informou, por meio do site, ter 12 cargos de emprego disponíveis e 29 vagas por ocupação. O balanço considera atualização até sexta-feira (23), às 14h. As oportunidades são: Auxiliar de informática - 4 vagas; Auxiliar de manutenção - 1 vaga; Auxiliar de Recursos Humanos - 1 vaga; Cartazista - 1 vaga; Depósito - 1 vaga; Frente de Caixa - 2 vagas; Hortifruti - 1 vaga; Líder de setor - 9 vagas; Líder de setor (prevenção de perdas) - 2 vagas; Loja (mercearia) - 3 vagas; Marceneiro (a) e carpinteiro (a) - 2 vagas; Setor de Frios - 2 vagas. Serviço PAT Sumaré Como se candidatar: os currículos devem ser enviados até a próxima quarta-feira (23) para o e-mail. Endereço: Avenida Brasil, 201, no Jardim Nova Veneza. Horário de funcionamento: das 8h até às 16h. Documentos exigidos: carteira de trabalho, RG e currículo. E-mail: dirceu.pacheco@sumare.sp.gov.br. Telefone: (19) 3399-5638. Valinhos A Prefeitura de Valinhos (SP) está com 62 vagas em 42 ocupações. O balanço considera atualização até sexta-feira (23), às 8h. As vagas são: Ajudante geral - 1 vaga; Ajudante de jardinagem - 3 vagas; Ajudante de motorista - 1 vaga; Ajudante de tapeceiro - 1 vaga; Assistente comercial - 1 vaga; Assistente contábil - 1 vaga; Assistente de qualidade - 1 vaga; Auditor (a) (estágio) - 1 vaga; Auxiliar administrativo (estágio) - 1 vaga; Auxiliar de limpeza - 1 vaga; Auxiliar de cozinha - 2 vagas; Auxiliar de manutenção predial - 2 vagas; Auxiliar de planejamento e controle de manutenção - 1 vaga; Caseiro (a) - 2 vagas; Churrasqueiro (a) - 1 vaga; Controlador (a) de acesso - 1 vaga; Coordenador (a) de plantão (restaurante) - 1 vaga; Costureira - 1 vaga; Desenhista projetista júnior - 1 vaga; Encarregado (a) de limpeza - 1 vaga; Estagiário (a) de T.I - 1 vaga; Faxineira (diarista) - 5 vagas; Garagista - 1 vaga; Garçom/Garçonete - 2 vagas; Jardineiro (a) - 2 vagas; Lavador (a) de veículos - 1 vaga; Líder de açougue - 1 vaga; Mandrilhador (a) - 2 vagas; Marceneiro (a) - 1 vaga; Mecânico (a) de manutenção industrial - 2 vagas; Motorista - 2 vagas; Oficial de manutenção predial - 1 vaga; Operador (a) de empilhadeira - 1 vaga; Orientador (a) de estacionamento - 1 vaga; Pizzaiolo (a) - 1 vaga; Recepcionista - 1 vaga; Soldador (a) - 1 vaga; Tratador (a) - 1 vaga; Vendedor (a) em domicílio - 5 vagas; Vendedor (a) interno - 2 vagas; Vistoriador (a) de obras - 1 vaga; Zelador (a) - 2 vagas. Serviço PAT Valinhos Como se candidatar: O candidato deve entrar em contato com a unidade pelo telefone. Endereço físico: Rua Tomás Antônio Gonzaga, 58, Vila Papelão. Horário de funcionamento: das 8h30 às 16h30. Documentos exigidos: segundo a prefeitura, durante o atendimento pelo telefone será informado os documentos necessários. Endereço virtual: as vagas também podem ser consultadas pelo site da prefeitura. Telefone: (19) 3849-7187. Vinhedo A Prefeitura de Vinhedo (SP) informou, por meio de assessoria de imprensa, ter 22 vagas em 16 ocupações. O balanço considera atualização até sexta-feira (23). Os cargos são: Ajudante de cozinha - 1 vaga; Atendente de balcão - 1 vaga; Atendente de pedágio - 2 vagas; Auxiliar de dentista -1 vaga; Auxiliar de dentista - 1 vaga; Auxiliar de logística - 1 vaga exclusivas para PCD; Auxiliar mecânico de autos - 1 vaga; Auxiliar técnico de controle de qualidade - 2 vagas; Costureira em geral - 3 vagas; Fisioterapeuta - 1 vaga; Gerente administrativo - 1 vaga; Mecânico (a) de manutenção de automóveis - 1 vaga; Mecânico (a) lubrificador industrial - 1 vaga; Supervisor (a) de cozinha - 1 vaga; Vendedor (a) de serviços - 3 vagas; Vendedor (a) interno - 1 vaga. Serviço PAT Vinhedo Como se candidatar: interessados devem enviar currículo por e-mail ou se dirigir a unidade do PAT. Endereço: Rua Monteiro de Barros, 17, Centro. Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30. Documentos exigidos: carteira de trabalho, RG, CPF e número do PIS. E-mail: patemprego@vinhedo.sp.gov.br. Telefone: (19) 3886-1077. VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e Região Veja mais oportunidades da região no G1 Campinas
Veja Mais

26/07 - Auxílio Emergencial 2021: Caixa libera 4ª parcela a beneficiários do Bolsa Família com NIS final 6; veja calendários
O pagamento da quarta parcela do auxílio começou no último dia 17 aos beneficiários que não fazem parte do Bolsa Família. A Caixa Econômica Federal (Caixa) paga nesta segunda-feira (26) a quarta parcela do Auxílio Emergencial aos beneficiários do Bolsa Família com NIS encerrado em 6. O pagamento da terceira parcela do auxílio terminou em 30 de junho para todos os públicos. Já os pagamentos da quarta parcela do benefício foram antecipados e começaram no sábado (17) para quem não faz parte do Bolsa Família (veja nos calendários mais abaixo). O calendário de pagamentos das próximas parcelas ainda não foi definido. Terei direito? Quanto vou receber? Veja perguntas e respostas Veja o calendário completo Veja como saber se você vai receber Saiba como contestar se você teve o beneficio negado Beneficiário precisa estar com o CPF regular; saiba como fazer SAIBA TUDO SOBRE O AUXÍLIO EMERGENCIAL Para os trabalhadores que fazem parte do Bolsa Família, os pagamentos são feitos da mesma forma que o benefício original. Auxílio emergencial 2021: entenda as regras da nova rodada VEJA QUEM RECEBE A PARTIR DESTA SEGUNDA: beneficiários do Bolsa Família com NIS encerrado em 6 Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial, pelo site auxilio.caixa.gov.br ou pelo https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/ Calendários de pagamento Veja abaixo os calendários de pagamento. BENEFICIÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA Auxílio Emergencial 2021 Bolsa Família Economia G1 BENEFICIÁRIOS FORA DO BOLSA FAMÍLIA Governo antecipa calendário do pagamento da 4ª parcela do Auxílio Emergencial Economia G1 VÍDEOS: as últimas notícias sobre o Auxílio Emergencial
Veja Mais